Crise

Davi lamenta decisão de fechamento da fronteira com a Venezuela

01:56Davi lamenta decisão de fechamento da fronteira com a Venezuela

Transcrição LOC: PRESIDENTE DO SENADO LAMENTA FECHAMENTO DA FRONTEIRA DO BRASIL COM A VENEZUELA POR CONTA DA AJUDA HUMANITÁRIA DOS ESTADOS UNIDOS. LOC: BANCADA DE RORAIMA MANIFESTA PREOCUPAÇÃO COM EVENTUAL DESABASTECIMENTO DE ENERGIA E ENFRAQUECIMENTO DO COMÉRCIO. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN. (TÉC): O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, do Democratas do Amapá, lamentou a decisão do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, de fechar a fronteira com o Brasil. A medida é uma resposta ao governo brasileiro que vai recepcionar alimentos e remédios doados pelos Estados Unidos. Apesar de considerar o fechamento da fronteira uma questão diplomática, Davi Alcolumbre manifestou a preocupação do Senado com a situação. (Davi Alcolumbre): É uma situação Internacional e uma questão de estado. É uma decisão de um presidente de fechar a fronteira. A preocupação que me foi externada pelo senador Chico Rodrigues em relação ao fornecimento de energia elétrica porque é a Venezuela hoje que fornece energia elétrica para o Brasil no estado de Roraima. Como presidente de Poder, eu confesso que qualquer país que queira ajudar outro país a dar alimento para as pessoas e medicamentos, eu acho que o país deveria recepcionar essa ajuda humanitária. Mas quem sou eu para falar de uma posição do presidente Maduro. (Repórter): O senador Telmário Mota, do PROS de Roraima, criticou o governo brasileiro por ter reconhecido o autodeclarado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, e por ter se aliado aos Estados Unidos. Ele citou que o comércio de Roraima será afetado pela crise diplomática e alertou para eventuais cortes de energia no estado. (Telmário Mota) Então, é muito desastroso, é muito tenso e é lamentável. O Brasil deveria estar nesse momento intermediando a paz, a união, a pacificação. Esse que seria o papel do estado brasileiro. E mais, hoje nós dependemos da energia da Venezuela. Mais da metade da nossa energia consumida vem da Venezuela. Se o Maduro endurecer, fechar as fronteiras e cortar o fornecimento de energia, Roraima vai para a escuridão, desestabiliza o estado como um todo. (Repórter): Nicolás Maduro também ameaça fechar a fronteira com a Colômbia para impedir a entrada da ajuda humanitária dos Estados Unidos. Da Rádio Senado, Hérica Christian.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), lamentou a decisão da Venezuela de fechar a fronteira com o Brasil. Ao afirmar que trata-se de uma questão diplomática, ele ponderou não fazer sentido que o motivo da crise seja a ajuda humanitária dos Estados Unidos. O senador Telmário Mota (PROS-RR) alertou para impactos no comércio e para desabastecimento de energia.

TÓPICOS:
Alimentos  Amapá  Colômbia  Comércio  Davi Alcolumbre  Energia  Estados  Estados Unidos  fronteira com o Brasil  Medicamentos  PROS  Roraima  Senador Chico Rodrigues  Senador Davi Alcolumbre  Senador Telmário Mota  União  Venezuela 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11