Relações Exteriores

Presidente da CRE defende que Brasil não abra mão de comércio com Irã

O presidente da Comissão de Relações Exteriores, senador Nelsinho Trad (PSD-MS), defende que Brasil preserve as relações diplomáticas e comerciais com Irã. O país persa é o maior parceiro comercial do Brasil no Oriente Médio, com grandes importações de milho, soja e carne bovina. Já o Estados Unidos devem aplicar novas sanções econômicas. A reportagem é de Marcella Cunha.

09/01/2020, 14h21 - ATUALIZADO EM 09/01/2020, 15h35
Duração de áudio: 01:53
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Transcrição
LOC: AS RELAÇÕES COMERCIAIS ENTRE BRASIL E IRÃ SÃO IMPORTANTES E DEVEM SER MANTIDAS, DEFENDE O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES. LOC: PARA O SENADOR NELSINHO TRAD, O BRASIL VIVE MOMENTO DE COLHER FRUTOS E BUSCAR HARMONIA PARA OS NEGÓCIOS. A REPORTAGEM É DE MARCELLA CUNHA (Repórter) O Irã é o principal parceiro comercial do Brasil no Oriente Médio e o sexto principal destino das exportações brasileiras. O agronegócio é o setor com maior número transações. Em 2019, o país persa foi o segundo maior importador de milho brasileiro, o quinto de soja e o sexto de carne bovina. O Presidente Jair Bolsonaro já declarou que não irá interromper o comércio com o Irã, apesar de apoiar as ações norte-americanas no conflito. Para o presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, Nelsinho Trad, do PSD de Mato Grosso do Sul, é preciso preservar as relações diplomáticas para evitar prejuízos ao Brasil. ( Nelsinho Trad) Quanto à questão de estragar uma relação diplomática, com certeza ela reflete numa relação comercial. Nada diferente do que você imaginar estar brigando com um outro lado que você pretende fazer um negócio, se você tem uma harmonia com esse lado a chance desse negócio sair e prosperar é muito maior do que se você estiver brigando. (Repórter) Trad afirmou, ainda, que a economia atravessa um momento delicado e não pode abrir mão de parceiros comerciais importantes. (Nelsinho Trad) Na minha avaliação, nós estamos num ponto em que a gente deve priorizar essa questão de relacionamento comercial porque o dever de casa todos nós já observamos que o Brasil está fazendo. Nada melhor do que colher os frutos desse trabalho aumentando as nossas relações comerciais para gerar dividendos para o nosso país. (Repórter) Já o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que irá aplicar novas sanções econômicas ao Irã.

Ao vivo
00:0000:00