Congresso Nacional 2020

Pauta econômica do governo não é consenso entre senadores

02:03Pauta econômica do governo não é consenso entre senadores

Transcrição LOC: LÍDER DO GOVERNO CONTA COM A APROVAÇÃO DE TRÊS EMENDAS CONSTITUCIONAIS DO CHAMADO PLANO MAIS BRASIL PARA REEQUILIBRAR AS FINANÇAS PÚBLICAS. LOC: OPOSIÇÃO SE ARTICULA PARA DERRUBAR MEDIDA PROVISÓRIA QUE INCENTIVA A CONTRATAÇÃO DE JOVENS AO CITAR REVOGAÇÃO DE DIREITOS TRABALHISTAS. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN TÉC: O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho, do MDB de Pernambuco, afirmou que a prioridade de Jair Bolsonaro é a aprovação das Reformas Tributária e Administrativa. A primeira prevê a simplificação do pagamento de impostos e a segunda está voltada para o funcionalismo público. O senador explicou, no entanto, que as duas reformas deverão ser votadas primeiramente pela Câmara dos Deputados e que o Senado vai se dedicar ao chamado Plano Mais Brasil. Segundo ele, das três Propostas de Emenda à Constituição, duas deverão ser votadas pelo Plenário até o final de março. (Bezerra) A nossa expectativa é de que a PEC dos Fundos possa ser votada já no início de março, a PEC da Emergência Fiscal até o final de março e a última, que é a PEC do Pacto Federativo, ser deliberada em abril. Falta o relatório porque mais complexo e é uma matéria que vai exigir um entendimento com prefeitos e vereadores. REP: O senador Humberto Costa, do PT de Pernambuco, citou que a Reforma Administrativa é inconstitucional e que a Tributária será amplamente debatida. Ele antecipou, no entanto, que a oposição está mobilizada para derrubar a Medida Provisória que incentiva a criação de empregos para jovens. Humberto Costa argumentou que o projeto retira direitos trabalhistas. (H.Costa) Nossa defesa era de que o presidente do Congresso deveria ter devolvido essa Medida Provisória ao governo. Como ele não o fez, a nossa luta continua sendo para derrubar globalmente essa proposição. Se não for possível, vamos tentar trabalhar algumas emendas importantes que possam mudá-la de maneira bastante ampla. REP: A Medida Provisória, que isenta da contribuição previdenciária e do Sistema S, do salário-educação e ainda reduz para 2% o recolhimento do FGTS para quem contratar jovens, recebeu 1930 sugestões de mudanças. A MP ainda está na Comissão Mista. Da Rádio Senado, Hérica Christian. MP 905/19

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), afirmou que a prioridade é a aprovação do chamado Plano Mais Brasil. Segundo ele, das três Propostas de Emenda à Constituição, duas deverão ser votadas até o final de março. Já o senador Humberto Costa (PT-PE)  defende a derrubada da Medida Provisória que incentiva a criação de empregos para jovens sob o argumento de que retira direitos trabalhistas. As informações são da repórter da Rádio Senado, Hérica Christian.

TÓPICOS:
Bolsonaro  Câmara dos Deputados  Congresso Nacional  Congresso Nacional 2020  Constituição  Direitos Trabalhistas  Educação  FGTS  MDB  Medida Provisória  Oposição  Pacto Federativo  Pernambuco  PT  Reforma Administrativa  Senador Fernando Bezerra Coelho  Senador Humberto Costa  Sistema S 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo