e-Cidadania

Participação popular no e-Cidadania dobra após a decretação de calamidade pública

02:04Participação popular no e-Cidadania dobra após a decretação de calamidade pública

Transcrição LOC: OS CIDADÃOS BRASILEIROS TEM PARTICIPADO CADA VEZ MAIS DAS DECISÕES DO SENADO COM OPINIÕES, SUGESTÕES E QUESTIONAMENTOS EM AUDIÊNCIAS PÚBLICAS. LOC: O CAMINHO PARA ESSA INTERAÇÃO É O PORTAL E-CIDADANIA, QUE VEM RECEBENDO MAIS ACESSOS APÓS A DECRETAÇÃO DE CALAMIDADE PÚBLICA NO PAÍS. A REPORTAGEM É DE RODRIGO RESENDE: (Repórter) A pandemia do coronavírus fez com que diversas propostas fossem apresentadas por senadores e deputados para o combate à covid-19. E os cidadãos podem opinar sobre essas propostas, sugerir novas leis e participar das audiências públicas sobre o assunto no portal e-cidadania. O coordenador do programa E-cidadania, Alisson Bruno, destaca que os senadores dão cada vez mais atenção as iniciativas dos cidadãos apresentadas no portal: (Alisson Bruno) Importante também perceber que os senadores tem cada vez mais dado atenção à participação popular. Somente no ano passado, no ano de 2019, nos eventos interativos, mais de 70% dos eventos tiveram perguntas e lidas ou respondidas pelos senadores e autoridades presentes. (Repórter) Alisson Bruno ressalta que a participação dos cidadãos aumentou durante a pandemia: (Alisson Bruno) A participação este ano durante o período de quarentena aumentou, praticamente dobrou a participação. Isso é percebido. Nós tivemos algumas ideias transformadas em sugestões legislativas, ou seja, as ideias receberam mais de 20 mil apoios durante o período da pandemia. E também muitas preposições tem movimento o site, atraído muito a atenção do público. As pessoas tem votado, alguns milhões de votos foram feitos durante esse período. (Repórter) Um exemplo de projeto que recebeu muitas análises pelos cidadãos após a chegada do coronavírus é o que trata da taxação de grandes fortunas. Antes da pandemia ele havia recebido 1.386 votos favoráveis, quantidade que passou de 330 mil após a decretação do estado de calamidade pública. A proposta, do senador Plínio Valério, do PSDB do Amazonas, já conta com relatório favorável do senador Major Olímpio, do PSL de São Paulo. Para participar opinando sobre os projetos apresentados no Congresso, propondo uma lei ou interagindo em audiências públicas, acesse senado.leg.br/ecidadania. PROJETO: PL 183/2019 (Complementar)

O coordenador do programa e-Cidadania do Senado Federal, Alisson Bruno, aponta um crescimento das interações dos cidadãos com o Senado a partir do portal e-cidadania durante a pandemia do coronavírus. Um exemplo é o aumento de opiniões em relação ao projeto (PLP 183/2019 – Complementar) de taxação de grandes fortunas apresentado pelo senador Plínio Valério (PSDB-AM). Até a pandemia, ele havia recebido 1.400 interações, número que saltou para 330 mil após a decretação da calamidade. A reportagem é de Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

TÓPICOS:
Amazonas  Cidadania  Coronavírus  covid-19  pandemia  Portal e-Cidadania  PSDB  PSL  São Paulo  Senador Plínio Valério  Senado Federal 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo