Comissões

Oposição diz que vinda de Moro não encerra crise, mas governistas veem assunto resolvido

01:53Oposição diz que vinda de Moro não encerra crise, mas governistas veem assunto resolvido

Transcrição LOC: OPOSIÇÃO DIZ QUE VINDA DE SÉRGIO MORO AO SENADO NÃO ENCERRA A CRISE ENVOLVENDO O MINISTRO DA JUSTIÇA. LOC: ALIADOS AVALIAM QUE EX-MAGISTRADO ESCLARECEU A TROCA DE MENSAGENS COM PROCURADORES DA LAVA JATO. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN TÉC: Para o líder do PT, senador Humberto Costa, de Pernambuco, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, não esclareceu a troca de mensagens com procuradores da Lava Jato quando julgava os processos de corrupção ligados à Petrobras. Na avaliação do petista, Moro se recusou a explicar o conteúdo das conversas reveladas ao se limitar ao argumento de que são acusações sensacionalistas feitas por uma organização criminosa. (H.Costa) Essa crise está só começando. Primeiro porque as informações que se tem é que há muitas coisas ainda a serem divulgadas. Segundo porque até o presente momento nenhuma das pessoas envolvidas deu qualquer declaração que fosse convincente, muito pelo contrário. O conteúdo em si, que em outros momentos ele sempre disse que era o mais importante, ele preferiu ignorar. REP: Para o senador Flávio Bolsonaro, do PSL do Rio de Janeiro, o episódio está encerrado. (Flávio) Pelo menos na minha interpretação, tudo que foi tratado nesses vazamentos criminosos não exorbita em nada e não interfere no processo. Como o próprio ministro colocou foi sobre decisões que já tinham sido tomadas e sobre procedimentos que nada interferiram nas sentenças que ele deu. Houve várias condenações e várias absolvições. REP: A presidente da Comissão de Constituição e Justiça, senadora Simone Tebet, do MDB de Mato Grosso do Sul, ponderou que o portal The Intercept diz ter mais mensagens de Moro. (Simone) Acho que os senadores já tem cada um seu juízo de valor a respeito dos fatos. Fatos esses que nós sabemos ainda vão se prolongar porque não sabemos o que vem por aí. Mas de qualquer forma a Comissão de Constituição e Justiça se encontra satisfeita com as informações prestadas pelo ministro Sérgio Moro. REP: Simone Tebet explicou que o procurador Deltan Dallagnol só comparecerá à CCJ se quiser por se tratar de um convite aprovado. Da Rádio Senado, Hérica Christian

Para o líder do PT, senador Humberto Costa (PE), o ministro da Justiça, Sérgio Moro, não esclareceu a troca de mensagens com procuradores da Lava Jato quando julgava os processos de corrupção ligados à Petrobras. Na avaliação do petista, Moro se recusou a explicar o conteúdo das conversas reveladas ao se limitar ao argumento de são acusações sensacionalistas feitas por uma organização criminosa.  Mas para o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), o episódio está encerrado com os esclarecimentos prestados pelo ministro. A reportagem é da repórter da Rádio Senado, Hérica Christian.

Notícias relacionadas

Senadores divergem sobre CPI para Lava Jato

Sérgio Moro nega cooperação ou combinações entre Ministério Público e Juiz na Lava Jato

Senadores questionam Moro sobre atuação na operação Lava Jato

TÓPICOS:
Bolsonaro  CCJ  Constituição  Corrupção  Justiça  Mato Grosso  Mato Grosso do Sul  Oposição  Pernambuco  Petrobras  PSL  PT  Rio de Janeiro  Senador Flávio Bolsonaro  Senador Humberto Costa  Senadora Simone Tebet  Comissões 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo