Economia

Novas regras do cheque especial começam a valer

02:18Novas regras do cheque especial começam a valer

Transcrição LOC: COMEÇARAM A VALER NESTA SEGUNDA-FEIRA AS MUDANÇAS NAS REGRAS DO CHEQUE ESPECIAL PARA NOVAS CONTAS BANCÁRIAS. LOC: ALÉM DO LIMITE DE JUROS DE OITO POR CENTO AO MÊS, FICA AUTORIZADA A COBRANÇA DE TAXA DE DISPONIBILIDADE DO SERVIÇO, MESMO SEM USO. A REPORTAGEM É DE MARCELLA CUNHA: TÉC: A Medida do Conselho Monetário Nacional prevê que os bancos não poderão cobrar mais de 8% de juros ao mês no cheque especial. Isso significa que, ao ano, o valor não deve passar de 150%: metade do valor médio cobrado antes da alteração, que ultrapassava 300%. Mas a mudança só vale para quem abrir uma nova conta no banco. Para contas antigas, as regras só terão validade a partir de primeiro de junho. O senador Eduardo Braga, do MDB do Amazonas, lembrou que metade das pessoas que utilizam o cheque especial ganham no máximo dois salários mínimo. Por isso, ele defende que colocar um limite nos juros é fundamental para proteger quem precisa do dinheiro apenas em situações emergenciais. (Braga): Ninguém usa o cheque especial porque quer usar o cheque especial. Usa porque precisa muitas vezes para comprar um remédio, muitas vezes para pagar um exame, muitas vezes para poder socorrer a compra do supermercado daquela semana em que faltou dinheiro. E havia uma taxa de juros, lamentavelmente, escandalosa, há anos, neste País. (Rep) A senadora Zenaide Maia, do PROS do Rio Grande do Norte, também é favorável a criação de um teto. Ela é autora de uma Proposta de Emenda à Constituição que limita os juros do cheque especial e do cartão de crédito a até três vezes a taxa Selic. (Zenaide): Seriam 15% de juros ao ano. Agora, são mais de 300% ao ano! Estão extorquindo homens e mulheres deste País. Devemos isso ao povo brasileiro num momento como este, de desemprego, de subemprego, quando Estados e Municípios têm dificuldades para pagar os seus servidores, pagando salários atrasados. (Rep) A medida também autoriza a cobrança de uma taxa pela disponibilidade do serviço, mesmo que o cliente não utilize o cheque especial. Os bancos vão decidir individualmente se irão cobrar todo mês 0,25% do valor que ultrapassar 500 reais de crédito. Alguns bancos já optaram pela isenção da tarifa. Da Rádio Senado, Marcella Cunha

A partir desta segunda-feira (6) os bancos só poderão cobrar taxas de juros de até 8% ao mês no cheque especial para novas contas. Clientes antigos só serão afetados a partir de 1º de junho. A alteração proposta pelo Conselho Monetário Nacional foi defendida por senadores como Eduardo Braga (MDB-AM), que considera a atual taxa “escandalosa” e Zenaide Maia (DEM-RN), que defende um limite de até três vezes a taxa Selic.  A reportagem é de Marcella Cunha.

TÓPICOS:
Amazonas  Bancos  Conselho Monetário Nacional  Constituição  Crédito  DEM  Desemprego  Estados  Juros  MDB  Municípios  Proposta de Emenda à Constituição  PROS  Rio Grande do Norte  Senador Eduardo Braga  Senadora Zenaide Maia  Economia 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo