Eleições 2020

Mulheres, negros e indígenas terão mais candidatos nas eleições de 2020

03:03Mulheres, negros e indígenas terão mais candidatos nas eleições de 2020

Transcrição LOC: O NÚMERO DE CANDIDATURAS DE MULHERES, NEGROS E INDÍGENAS VAI SER MAIOR EM 2020 LOC: OS DADOS FORAM DIVULGADOS PELO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL. O REPÓRTER PEDRO PINCER TEM MAIS INFORMAÇÕES: TÉC: O número de candidatos autodeclarados pretos ou pardos superou o total de brancos pela primeira vez. Dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral mostram que 276 mil candidatos negros vão concorrer nas eleições de 2020, o que representa 49,95% do total. Já as candidaturas brancas representam 48,04. Para o senador Paulo Paim, do PT gaúcho, a decisão do Supremo Tribunal Federal que determinou a divisão proporcional aos candidatos negros do tempo de propaganda política e dos recursos do Fundo Eleitoral e do Fundo Partidário levou ao maior número de candidaturas negras da história. (Paulo Paim) Um grande avanço para promoção da igualdade racial no Brasil, um país ainda, que nós sabemos, racista. As eleições de 2020 é um projeto piloto, eu diria, para o aprimoramento dos futuros pleitos. Não basta somente a inscrição, basta de fato cumprir a lei, que todos tenham direitos iguais. (REP) Paim também falou sobre o aumento de 27% nas candidaturas de indígenas. (Paulo Paim) Há quatro anos, 1715 autodeclarados índios se candidataram. Hoje, 2176. É fundamental aumentar a representatividade dos setores mais vulneráveis na política.. (REP): As candidaturas femininas também aumentaram neste ano, chegando a 184 mil, o que representa 33,4% do total. Em 2016, o percentual foi de 31,9%. A população feminina representa 52,5% do eleitorado brasileiro. Para a senadora Eliziane Gama, do Cidadania do Maranhão, a representatividade das mulheres em cargos eletivos e de comando é muito menor do que o necessário. (Eliziane Gama) Nós precisamos incentivar, nós precisamos realmente demonstrar a todos que a mulher precisa estar no seu espaço, precisa estar lutando, precisa estar fazendo seu pleito, porque elas são capazes, elas podem, elas têm a competência técnica para realmente participar dos mais variados espaços da política brasileira. A senadora Simone Tebet, do MDB de Mato Grosso do Sul, apresentou um projeto para garantir que as legendas reservem, no mínimo, 30% dos cargos dos órgãos partidários para as mulheres. (Simone Tebet) Mais mulheres nas direções partidárias vai permitir que a mulher possa estar ali organizando nas eleições a participação de mais mulheres competitivas para que possam competir em pé de igualdade com homens e com isso termos a nossa tão sonhada cota realmente preenchida: 70% de homens no Legislativo brasileiro e 30%, pelo menos, de mulheres . (REP): O primeiro turno das eleições municipais deste ano será realizado em 15 de novembro. O segundo está marcado para 29 de novembro. Da Rádio Senado, Pedro Pincer

Segundo dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral, as eleições de 2020 vão ter um número maior de candidaturas de negros, mulheres e indígenas. O número de candidatos autodeclarados pretos ou pardos superou o total de brancos pela primeira vez. O repórter Pedro Pincer tem mais informações.

TÓPICOS:
Cidadania  Eleições  Fundo Partidário  História  Igualdade Racial  Indígenas  Maranhão  Mato Grosso  Mato Grosso do Sul  MDB  Política  Propaganda política  PT  Senador Paulo Paim  Senadora Eliziane Gama  Senadora Simone Tebet  Supremo Tribunal Federal  Tribunal Superior Eleitoral 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo