Audiência pública

Modelo de licenciamento ambiental prejudica agricultura, diz ministra

02:27Modelo de licenciamento ambiental prejudica agricultura, diz ministra

Transcrição LOC: O MODELO DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL PREJUDICA A PRODUÇÃO DE ALIMENTOS NO PAÍS. A AVALIAÇÃO FOI FEITA PELA MINISTRA DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, TEREZA CRISTINA, EM AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE AGRICULTURA DO SENADO. LOC: ELA TAMBÉM LISTOU AS PRINCIPAIS METAS DA PASTA PARA OS PRÓXIMOS ANOS. OS SENADORES DESTACAM A IMPORTÂNCIA DO AGRONEGÓCIO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA. REPÓRTER GEORGE CARDIM. (Repórter) Em audiência pública na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, listou as metas e prioridades da pasta para os próximos anos, como a modernização da Embrapa e da vigilância sanitária. A ministra defendeu mudanças no sistema de inspeção sanitária de alimentos, como carne e leite, e de produtos agroindustriais, como álcool, com maior controle e responsabilidade das empresas. Tereza Cristina pediu o apoio do Congresso para garantir mais segurança jurídica para o setor e atrair investimentos e disse que o atual modelo de licenciamento ambiental prejudica a agricultura (Tereza Cristina) “Com a ajuda aqui do Congresso destravando algumas leis que são necessárias para que a gente ande. Aí eu quero dizer pra vocês, é um assunto que atrapalha muito a agricultura é a questão do licenciamento ambiental, tá chegando aqui e que precisa ser visto e precisa caminhar para gente trabalhar cada vez melhor” (Repórter) A senadora Soraya Thronike, do PSL de Mato Grosso do Sul, destacou a importância do agronegócio para a economia brasileira, com exportações recordes em 2018 para mais de noventa países que ultrapassaram os 100 bilhões de dólares (Soraya Thronike) “Foi o agronegócio que sustentou a estabilidade macroeconômica alcançada pelo Brasil num momento turbulência fiscal e política. O Brasil precisa saber destes números e saber da importância do agro e do olhar que o governo dá” (Repórter) Já a senadora Elziane Gama, do PPS do Maranhão, defendeu mais recursos para a agricultura familiar e argumentou que a defesa do meio ambiente pode ajudar as vendas brasileiras no exterior. (Soraya Thronike) “Quando a senhora fala em relação às muitas licenças ambientais que atrapalham os grandes produtores, eu não acho que atrapalha, ministra, porque a questão deste licenciamento ambiental ele é importante inclusive para esta política internacional, para esta política de importação” (Repórter) A ministra também explicou que o novo processo de demarcação de terras indígenas vai respeitar os interesses dos índios e dos agricultores que possuem terras nestas regiões.

Em audiência pública na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, listou as metas e prioridades da pasta para os próximos anos, como a ampliação do seguro rural, do Plano Safra e da agricultura irrigada, principalmente no Nordeste. A ministra defendeu mudanças no sistema de inspeção sanitária de alimentos e de produtos agroindustriais,  com um maior controle das empresas.

TÓPICOS:
Agricultura  Agricultura familiar  Agronegócio  Alimentos  Comissão de Agricultura e Reforma Agrária  Economia  Embrapa  Empresas  Exportações  Meio Ambiente  Pecuária  Plano Safra  Política  Reforma Agrária  Segurança  Tereza Cristina  Vigilância sanitária 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo