Projeto

No Plenário, projeto que amplia o direito a amamentar para trabalhadora

02:10No Plenário, projeto que amplia o direito a amamentar para trabalhadora

Transcrição LOC: O PLENÁRIO DO SENADO PODERÁ VOTAR PROJETO QUE PREVÊ DOIS INTERVALOS DE MEIA HORA PARA MULHERES ALIMENTAREM FILHOS DE ATÉ SEIS MESES. LOC: O CONGRESSO NACIONAL VOLTA A SE REUNIR PARA APRECIAR DEZ VETOS E PROJETOS QUE REGULAMENTAM O ORÇAMENTO IMPOSITIVO. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN (Repórter) Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, os senadores poderão votar o projeto que garantirá dois intervalos de trinta minutos cada um para as mães amamentarem ou alimentarem os seus bebês de até seis meses de idade. As crianças adotadas também terão direito a esses cuidados. Também estão na pauta a dupla cidadania para brasileiros e a autonomia do Banco Central, que prevê mandatos da diretoria não coincidentes com os do presidente da República. O Plenário poderá votar ainda seis acordos internacionais. Um deles cria o prêmio Monteiro Lobato de Literatura para a Infância e Juventude no Brasil e em Portugal. A senadora Eliziane Gama, do Cidadania do Maranhão, destacou que a iniciativa vai proporcionar um intercâmbio de livros para crianças e adolescentes dos dois países. (Eliziane Gama) É um incentivo para a leitura. É o incentivo para que esta criança possa ter um entendimento e a compreensão do que significa a leitura para sua vida. O que a gente leu lá atrás, a gente lembra hoje. E é incrível como isso fica tão preso na nossa mente, no nosso subconsciente, lá com 7 anos de idade, 8 anos de idade, você lembra o que você leu lá. (Repórter) Uma nova sessão do Congresso Nacional está convocada para esta terça-feira. Antes de votarem os projetos que regulamentam o Orçamento Impositivo, deputados e senadores deverão apreciar dez vetos. A senadora Mara Gabrilli, do PSDB de São Paulo, quer a derrubada de um para aumentar de 25 para 50% o limite de renda familiar per capita para a concessão do Benefício de Prestação Continuada. (Mara Gabrilli) Então, hoje essas pessoas para receberem esse salário mínimo, que é o BPC, elas não trabalham porque elas não podem ter mais de ¼. E o que o artigo traz é aumentar para meio o critério para eleger para que pessoas que ganham até meio salário mínimo poderem receber esse benefício, o BPC. (Repórter) Na mesma sessão do Congresso Nacional, deverá ser votada a liberação de mais de R$ 9,5 bilhões do Orçamento.

O Plenário do Senado poderá votar um projeto que prevê uma hora de descanso para as mães amamentarem os filhos de até seis meses de idade. Também estão na pauta a autonomia do Banco Central e seis acordos internacionais. Um deles cria o Prêmio Monteiro Lobato de Literatura Infanto-Juvenil. A senadora Eliziane Gama (Cidadania –MA) destaca que a iniciativa vai incentivar crianças e adolescentes brasileiros e portugueses a lerem mais. Na sessão de terça-feira (10), o Congresso Nacional vai apreciar dez vetos. Entre eles, o que aumentou de ¼ para ½ a renda per capita familiar para o recebimento do Benefício de Prestação Continuada. A senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), defende a derrubada desse veto. Ainda na pauta do Congresso, os projetos que regulamentam o Orçamento Impositivo e a liberação de R$ 9,6 bilhões. As informações são da repórter da Rádio Senado, Hérica Christian.

TÓPICOS:
Adolescentes  Banco Central  Cidadania  Congresso Nacional  Dia Internacional da Mulher  Infância  Maranhão  Orçamento  Orçamento Impositivo  Plenário do Senado  Portugal  Presidente da República  PSDB  São Paulo  Salário Mínimo  Senadora Eliziane Gama  Senadora Mara Gabrilli  Vetos 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo