Reforma da Previdência

Líder do governo estima 60 votos favoráveis à reforma da Previdência

02:12Líder do governo estima 60 votos favoráveis à reforma da Previdência

Transcrição LOC: LÍDER DO GOVERNO ESTIMA APROVAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA NO SENADO COM ATÉ SESSENTA VOTOS FAVORÁVEIS. LOC: OPOSIÇÃO VOLTA A CONTESTAR A VOTAÇÃO EM ATÉ QUARENTA E CINCO DIAS DAS NOVAS REGRAS DE APOSENTADORIA. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN (Repórter) Se depender da base aliada no Senado, a promulgação da Reforma da Previdência já tem data. Ocorrerá na segunda quinzena de setembro. O líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho, do MDB de Pernambuco, até arrisca um placar: 60 votos, onze além do mínimo necessário de 49 votos. Segundo Bezerra, os senadores, independentemente dos partidos, sabem da importância da aprovação da Reforma da Previdência para a retomada do crescimento econômico. Ele confirmou a votação de uma proposta paralela para incluir os estados e municípios na Reforma para evitar a existência de mais de um sistema previdenciário no País. Diante da articulação já em andamento, Fernando Bezerra Coelho cravou que as novas regras de aposentadoria serão aprovadas na Comissão de Constituição e Justiça em um mês e em quinze dias, em dois turnos, no Plenário. (Fernando Bezerra) nós trabalhamos com prazo de 45 dias a partir Nda chegada da reforma da Previdência aqui no Senado. Como ela ficou de ser votada em segundo turno na Câmara dos Deputados até o dia 7, 8 de agosto, a nossa expectativa é que a gente possa concluir a votação em dois turnos no Senado Federal até aproximadamente o dia 20 de setembro. (Repórter) Mas a oposição se mobiliza contra o que chamou de rito sumário da Reforma da Previdência. O líder do PDT, senador Weverton do Maranhão, descartou qualquer acordo para o encurtamento dos prazos de votação. (Weverton) Primeiro que a Casa tem um rito, tem um Regimento Interno e nós iremos exigir que sejam cumpridos todos os prazos como manda o Regimento Interno em cada Comissão. Então, não dá para falar quantos dias vão ser. O que vai se falar é que a gente vai fazer um profundo debate dessa PEC aqui dentro da Casa até porque estamos na expectativa de aguardar a votação do segundo turno na Câmara para daí a gente organizar uma estratégia, uma tática de atuação dentro dessa Reforma aqui na Casa. (Repórter) O segundo turno da Reforma da Previdência deverá ser votado pela Câmara dos Deputados no dia sete de agosto.

O líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), diz que a Reforma da Previdência será aprovada com até 60 votos no Senado e promulgada na segunda quinzena de setembro. Ele confirmou a votação de uma proposta paralela para incluir os estados e municípios na Reforma. Mas a oposição não abrirá mão de nenhum dos prazos regimentais, como avisou o senador Weverton (PDT-MA). As informações são da repórter da Rádio Senado, Hérica Christian.

TÓPICOS:
Aposentadoria  Câmara dos Deputados  Constituição  Estados  Justiça  Maranhão  Municípios  Oposição  Partidos  PDT  Pernambuco  Previdência  Reforma da Previdência  Regimento Interno  Senado Federal  Senador Fernando Bezerra Coelho 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo