Vazamento de óleo

Líder do governo anuncia antecipação do seguro-defeso para pescadores do Nordeste

01:58Líder do governo anuncia antecipação do seguro-defeso para pescadores do Nordeste

Transcrição LOC: LÍDER DO GOVERNO ANUNCIA ANTECIPAÇÃO DO SEGURO DEFESO PARA PESCADORES DO NORDESTE E LIBERAÇÃO DE DINHEIRO PARA LIMPEZA DAS PRAIAS. LOC: SENADORES DA OPOSIÇÃO ACUSAM A UNIÃO DE DEMORA NA IDENTIFICAÇÃO DO VAZAMENTO DE PETRÓLEO. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN (Repórter) O Ministério da Agricultura vai antecipar para o dia 30 de outubro o pagamento do seguro-defeso para os pescadores das colônias afetadas pelas manchas de óleo no litoral nordestino. O líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho, do MDB de Pernambuco, explicou que os próprios estados deverão comunicar ao INSS as localidades atingidas. Ele anunciou ainda a liberação de recursos do governo federal para auxiliar na limpeza das praias e evitar prejuízos econômicos com a desistência de turistas por conta das manchas de óleo. (Fernando Bezerra) Na medida em que os decretos de emergência sejam homologados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, recursos federais serão transferidos aos Estados para poder agilizar e acelerar a limpeza das praias do Nordeste para garantir atividade da indústria turística do Nordeste durante o próximo verão. (Repórter) O senador Jaques Wagner, do PT da Bahia, considerou correta a antecipação do seguro-defeso, mas questionou se haverá pagamento aos pescadores por mais tempo devido à contaminação dos manguezais. Ele voltou a cobrar uma identificação da origem do derramamento do óleo ao citar a capacidade técnica da Aeronáutica e da Marinha. (Jaques Wagner) A informação que eu tenho, a conferir, que é o prazo de absorção disso pela natureza é de aproximadamente 5 anos. Então, a limpeza da praia, evidentemente você libera para a questão do turismo. Mas eu estou falando que há inúmeras colônias de pescadores artesanais que terão sua vida, sua subsistência comprometida. Acho extremamente lento o diagnóstico do Governo Federal. (Repórter) O seguro-defeso no valor de um salário mínimo é pago aos pescadores impossibilitados de trabalharem no período de reprodução das espécies.

O líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), anunciou a antecipação para o dia 30 de outubro do pagamento do seguro-defeso para os pescadores nordestinos atingidos pelas manchas de óleo. Segundo ele, o governo federal também vai liberar recursos para a limpeza das praias. Mas o senador Jaques Wagner (PT-BA) questionou se haverá prorrogação do seguro-defeso devido à contaminação dos manguezais e cobrou do governo a identificação da origem do derramamento do óleo. As informações são da repórter da Rádio Senado, Hérica Christian.

Notícias relacionadas

CMA vai discutir prováveis causas do derramamento de óleo nas praias do Nordeste

Senado quer instituir força-tarefa com os estados afetados pelo derramamento de petróleo

TÓPICOS:
Agricultura  Bahia  Estados  Indústria  INSS  MDB  Oposição  Pernambuco  Petróleo  PT  Salário Mínimo  Senador Fernando Bezerra Coelho  Senador Jaques Wagner  União  CMA  Seguro-deveso 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo