Legislativo

Lasier defende união entre Poderes e pede uso de fundo eleitoral

A Presidência do Senado divulgou nesse domingo (22) manifesto pela unidade de ação entre os todos Poderes da União, estados, Distrito Federal e municípios no combate ao coronavírus. Ao elogiar a inciativa do presidente Davi Alcolumbre e do vice-presidente Antonio Anastasia, o senador Lasier Martins (Podemos-RS), segundo vice-presidente do Senado, defendeu aplicação na saúde e em ações sociais dos recursos do fundo eleitoral, de emendas parlamentares, e do Projeto de Lei do Congresso (PLN4/2020) que dá ao Legislativo o poder de decidir sobre a aplicação de mais de R$ 15 bilhões em emendas parlamentares. Reportagem de Iara Farias Borges.

23/03/2020, 15h30 - ATUALIZADO EM 23/03/2020, 16h15
Duração de áudio: 01:51
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Transcrição
LOC: O SEGUNDO VICE-PRESIDENTE DO SENADO, LASIER MARTINS, ELOGIOU O MANIFESTO DIVULGADO NESTE DOMINGO PELA PRESIDÊNCIA DO SENADO QUE PEDE UNIDADE DE AÇÃO ENTRE OS PODERES NO COMBATE AO CORONAVÍRUS. LOC: O PARLAMENTAR DO PODEMOS GAÚCHO SUGERIU A AMPLIAÇÃO DOS RECURSOS DESTINADOS À SAÚDE. REPORTAGEM DE IARA FARIAS BORGES. TÉC: O Manifesto em defesa da unidade de ação de todos os Poderes da República foi assinado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e o primeiro vice-presidente, Antônio Anastasia. A intenção é que o país supere a pandemia do novo coronavírus com plena harmonia e integração entre todos os poderes da União, estados, Distrito Federal e municípios. Para superar a pandemia, diz o manifesto, será necessário implantar medidas severas. O segundo vice-presidente do Senado, senador Lasier Martins, do Podemos Gaúcho, informou que vai apresentar medidas concretas para que essa integração entre os poderes públicos seja eficiente. (Lasier Martins): “Este manifesto Unidade e Ação estendendo a todos os Poderes, estamos inteiramente de acordo e eu estou encaminhando neste momento ao meu partido uma proposta mais concreta referente às três verbas possíveis para distribuição, provenientes do fundo eleitoral, emendas parlamentares, cada um no seu respectivo estado e o PLN 4, aquele dos 15 bilhões”. (Rep): O senador Lasier defende a destinação desses recursos para a saúde e ações sociais. (Lasier Martins): “Porque as periferias, dentro de poucos dias, não terão recursos diante da falta de atividade, não terão dinheiro sequer para comer. Então, que recebam bônus dessas verbas, que serão distribuídas conforme o entendimento dos respectivos governadores e prefeitos”. (Rep): O manifesto cita que no momento “não há sentido e nem espaço para protagonismo político ou ideológico; de se procurar culpados ou de atacar instituições. É hora de agir, com urgência, responsabilidade, equilíbrio e competência”.

Ao vivo
00:0000:00