Meio Ambiente

Governo promete R$ 500 milhões para pagamento por serviços ambientais

O Programa Floresta+ do Governo Federal promete destinar mais de R$ 500 milhões para a preservação da mata nativa brasileira. O projeto-piloto terá início na Amazônia Legal. A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) destacou que o pagamento por serviços ambientais é um dos instrumentos mais modernos de conservação. Para o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), a medida pode ajudar o Brasil a fechar importantes acordos com a comunidade internacional.  A reportagem é de Marcella Cunha.

06/07/2020, 18h37 - ATUALIZADO EM 06/07/2020, 18h46
Duração de áudio: 02:17
imagem aérea da floresta amazônica serpenteada pelo Rio Amazonas.
Foto: gov.br

Transcrição
LOC: GOVERNO LANÇA PROGRAMA QUE DESTINA 500 MILHÕES DE REAIS PARA INCENTIVAR A PROTEÇÃO DE MATAS NATIVAS. LOC: O PROJETO QUE REMUNERA BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS VAI COMEÇAR PELA AMAZÔNIA LEGAL E TERÁ RECURSOS DA INICIATIVA PRIVADA E FUNDOS INTERNACIONAIS. A REPORTAGEM É DE MARCELLA CUNHA TÉC: O programa Floresta+ destina 500 milhões de reais para atividades de conservação e recuperação da natureza. O programa terá início nos estados da Amazônia Legal e vai funcionar como um projeto-piloto de remuneração por boas práticas ambientais, como atividades de monitoramento, combate a incêndio, pesquisa, plantio de árvores, entre outros, que tragam resultados efetivos para a proteção da vegetação nativa. O vice-líder do governo, senador Chico Rodrigues, do Democratas de Roraima, disse que a intenção é valorizar quem cuida da floresta. (Chico) Quem vai ganhar muito são os agricultores, são aqueles produtores rurais que preservam também a floresta. Mesmo utilizando as suas práticas agrícolas, a sua pecuária, mas têm realmente o cuidado de preservar a floresta. Nós entendemos que o bioma Amazônia é importantíssimo para que o Brasil possa ter as grandes negociações junto à comunidade internacional. (REP) Na opinião da coordenadora da Frente Ambientalista no Senado, senadora Eliziane Gama, do Cidadania do Maranhão, o pagamento por serviços ambientais é uma das formas mais modernas de preservação. Eliziane espera que a medida sinalize uma mudança de posicionamento do atual Governo sobre questões ambientais. (Eliziane) Esperamos que o programa Floresta+ seja uma guinada de posição do Governo diante de tudo que nós vimos até agora. Eu torço para que dê certo e avance. O pagamento por serviços ambientais é um dos instrumentos mais modernos para proteção do meio ambiente, em que ele recompensa economicamente aqueles que protegem as nossas nascentes. (REP) O programa terá a participação da iniciativa privada e contará com recursos de acordos internacionais. Segundo o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o dinheiro virá do Fundo Verde do Clima, criado em 2010 na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas. Poderão participar pessoas físicas ou jurídicas que executem atividades de serviços ambientais em áreas mantidas com cobertura de vegetação nativa ou sujeitas à sua recuperação. Da Rádio Senado, Marcella Cunha

Ao vivo
00:0000:00