Audiência pública

Governador de Roraima pede recursos para atender venezuelanos

02:00Governador de Roraima pede recursos para atender venezuelanos

Transcrição LOC: EM AUDIÊNCIA NO SENADO, GOVERNADOR DE RORAIMA PEDE RECURSOS FEDERAIS PARA ATENDER AOS IMIGRANTES VENEZUELANOS. LOC: AOS SENADOES, ELE DEFENDEU REPASSES MENSAIS DE TRINTA MILHÕES DE REAIS PARA A ACOLHIDA DOS MORADORES DO PAÍS VIZINHO. REPORTAGEM DE IARA FARIAS BORGES. (Repórter) Só nos últimos 12 meses, Roraima recebeu cerca de 200 mil venezuelanos, informou o governador do estado, Antonio Denarium. Ele contou que a imigração de venezuelanos impacta os serviços públicos. Mais da metade dos leitos de hospitais está ocupada por eles e dos 46 bebês internados na UTI neonatal, 40 são filhos de venezuelanas. Disse também que a rede pública de educação matriculou cinco mil crianças vindas daquele país. O governador Antonio Denarium pediu ao governo federal ressarcimento das despesas já feitas com a imigração de venezuelanos e recursos mensais para enfrentar a situação. (Antonio Denarium) “Nós precisamos por mês, no mínimo, em torno de 30 milhões de reais para atender essa grave crise migratória venezuelana, que é uma crise sem precedentes. É importante lembrar que a Venezuela faz fronteira é com o Brasil, não é com Roraima. E o problema da migração venezuelana não é só de Roraima. O problema é do Brasil”. (Repórter) O presidente da comissão temporária que acompanha a crise na Venezuela, senador Telmário Mota, do PROS de Roraima, cobrou do governo federal o ressarcimento das despesas com os imigrantes. Ele lembrou que o dinheiro liberado recentemente foi para a Operação Acolhida do Ministério da Defesa. (Telmário Mota) “Assim como o governo colocou 223 milhões para atender a Acolhida - e olha, a Acolhida, gente, deixa eu explicar para vocês o que é a Acolhida. É só o custeio. É alimentação, são as tendas, as diárias e a locomoção do Exército. É só isso. O Exército não entra com saúde, não entra com emprego – então, que atenda ali a demanda do custeio que foi proposto, mas o governo precisa andar. A situação de Roraima é realmente preocupante”. (Repórter) A comissão foi criada no âmbito da Comissão de Relações Exteriores para acompanhar a situação política, econômica e social na Venezuela e os impactos que a crise gera no Brasil. REQ 1/2019 - CRESTV

Em audiência pública na Comissão Temporária que acompanha a crise na Venezuela, o governador de Roraima, Antonio Denarium, pediu que o governo federal destine cerca de R$ 30 milhões por mês, além de ressarcir o estado pelas despesas já feitas em razão da imigração de venezuelanos. O presidente da comissão, senador Temário Mota (PROS-RR), elogiou a Operação Acolhida do governo federal, mas defende o aporte de mais recursos para o enfrentamento da situação que Roraima vive.

TÓPICOS:
Comissão de Relações Exteriores  Educação  Emprego  Imigração  Ministério da Defesa  Política  PROS  Rede  Roraima  Saúde  Senador Telmário Mota  Venezuela 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11