Estudantes de duas áreas poderão abater dívidas com prestação de serviços

LOC: ESTUDANTES DAS ÁREAS DE SAÚDE E EDUCAÇÃO, FINANCIADOS PELO FIÉS, PODERÃO ABATER PARTE DE SUA DÍVIDA COM O FUNDO PRESTANDO SERVIÇOS EM ESCOLAS E HOSPITAIS PÚBLICOS. LOC: ESSA ALTERNATIVA ESTÁ PREVISTA EM UM PROJETO DO SENADOR PAULO DAVIM, DO PV DO RIO GRANDE DO NORTE, QUE PODE SER VOTADO NESTA SEMANA PELA COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS. REPÓRTER CELSO CAVALCANTI. Por meio do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, Fies, o Ministério da Educação custeia cursos de graduação para alunos matriculados em faculdades privadas. Dezoito meses depois de formado, o estudante começa a pagar, em prestações, o financiamento recebido. A proposta do senador Paulo Davim é permitir ao aluno abater até 12 parcelas de sua dívida com o Fies por meio da prestação de serviços em instituições públicas de educação ou saúde. Pelo projeto, poderão fazer essa opção pessoas recém-formadas em cursos de Licenciatura, Medicina, Odontologia e Enfermagem. Na avaliação de Paulo Davim, trata-se de uma oportunidade de abrir as portas do mercado de trabalho aos jovens, além de levar para o serviço público mão-de-obra em áreas consideradas carentes. (PAULO DAVIM) O jovem é formado usando recursos do Fies, e ele devolveria, teria opção, de pagar parte da sua dívida com serviço prestado em serviços públicos, então não haverá prejuízo para a fonte financiadora, ele vai pagar apenas um ano, vai passar um ano abatendo a sua dívida, e ao mesmo tempo que ele vai ter a oportunidade de entrar no mercado, ele vai definitivamente ter a oportunidade de praticar antes mesmo de arranjar um emprego. (Celso) Na comissão de Assuntos Sociais, onde se encontra atualmente, o projeto tem como relator o senador João Vicente Claudino, do PTB do Piauí, que já deu parecer favorável à matéria.
12/09/2011, 07h40 - ATUALIZADO EM 12/09/2011, 07h40
Duração de áudio: 01:25
Ao vivo
00:0000:00