Empregos

Empresas que contratarem idosos poderão receber incentivos fiscais

01:31Empresas que contratarem idosos poderão receber incentivos fiscais

Transcrição LOC: EMPRESAS QUE CONTRATAREM PESSOAS COM MAIS DE 60 ANOS PODERÃO RECEBER INCENTIVOS FISCAIS POR CINCO ANOS. LOC: O BENEFÍCIO É PREVISTO EM PROJETO DE LEI APROVADO NA COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, QUE SEGUE PARA A COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS. REPORTAGEM DE IARA FARIAS BORGES. (TÉC): Segundo a proposta, o empregador que contratar pessoa com 60 anos ou mais poderá deduzir da contribuição social devida o valor de um salário mínimo para cada semestre de contrato de trabalho vigente. O incentivo fiscal será concedido por cinco anos. De autoria do senador Chico Rodrigues, do Democratas de Roraima, a proposta vai incentivar a profissionalização de idosos no mercado de trabalho. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o Brasil possui mais de 28 milhões de pessoas acima dos 60 anos e esse número deve dobrar nas próximas décadas. Ao relatar a proposta na Comissão de Assuntos Sociais, o senador Flávio Arns, da Rede Sustentabilidade do Paraná, observou que a Reforma da Previdência, aprovada em 2019, aumentou para 65 anos a idade mínima de aposentadoria dos homens e 62 anos das mulheres. Para o senador Flávio Arns, é preciso desenvolver instrumentos que garantam o emprego aos idosos. Flávio Arns): “Estamos analisando do ponto de vista social, da importância para a pessoa idosa, a necessidade de que isto receba por parte da sociedade e dos órgãos públicos políticas públicas bem definidas. Isso se torna essencial para atender a uma parcela significativa da nossa população”. (Repórter): O projeto, agora, será votado pela Comissão de Assuntos Econômicos. Da Rádio Senado, Iara Farias Borges. PL 4.890/2019

Os empregadores que contratarem pessoas acima de 60 anos poderão receber incentivos fiscais por cinco anos. É o que prevê projeto de lei (PL 4.890/2019) do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), aprovado pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS). O relator, senador Flávio Arns (Rede-PR), defendeu a adoção de políticas que garantam a empregabilidade dos idosos, uma vez que, com a reforma da Previdência, os homens se aposentarão após os 65 anos e as mulheres, aos 62 anos. O projeto segue para exame da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). A reportagem é de Iara Farias Borges.

TÓPICOS:
Aposentadoria  CAE  CAS  Comissão de Assuntos Econômicos  Comissão de Assuntos Sociais  DEM  Emprego  Empresas  Idosos  Organização Mundial da Saúde  Paraná  PR  Previdência  Rede  Rede Sustentabilidade  Reforma da Previdência  Roraima  Saúde  Salário Mínimo  Senador Chico Rodrigues  Senador Flávio Arns  Sustentabilidade  Trabalho 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo