Segurança

Divulgação de resultados de crash tests serão obrigatórios, aprova CCJ

Todos os veículos novos vendidos no Brasil devem passar por testes de impacto, para determinar a segurança para os passageiros. É o que diz projeto de lei (PLS 152/2017) aprovado terminativamente na Comissão de Constituição e Justiça. O autor, senador Elmano Férrer (Podemos-PI), defendeu a medida, lembrando que essa exigência já é feita nos países desenvolvidos. A reportagem é de Bruno Lourenço.

18/10/2019, 17h48 - ATUALIZADO EM 18/10/2019, 17h48
Duração de áudio: 01:40
Foto: Divulgação

Transcrição
LOC: TESTES DE IMPACTO DE VEÍCULOS E DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS PASSARÃO A SER OBRIGATÓRIOS NO BRASIL. LOC: PROJETO NESSE SENTIDO SEGUE PARA VOTAÇÃO NA CÂMARA DOS DEPUTADOS. A REPORTAGEM É DE BRUNO LOURENÇO. TÉC: Os testes de impacto – crash tests – são obrigatórios nos países mais desenvolvidos. São eles que atestam a segurança dos veículos para os passageiros. O Conselho Nacional de Trânsito exige que os veículos comercializados no Brasil cumpram determinados requisitos de proteção. Mas o teste de impacto não é obrigatório por lei. A proposta inclui a exigência no Código de Trânsito e ainda obriga a divulgação do resultado. Segundo o autor do projeto, senador Elmano Férrer, do Podemos do Piauí, os veículos vendidos no país não oferecem a mesma segurança dos vendidos no exterior, o que acaba aumentado o número de acidentes. (Elmano): Já está constatado por dados oficiais inclusive de instituições não governamentais que atuam no mundo inteiro que uma parte dessas desses acidentes são causados por falta desse teste de impacto que chamamos de crash test. (REP) O relator, senador Fabiano Contarato, da Rede Sustentabilidade do Espírito Santo, lembrou que o Brasil é atualmente o quarto país com mais mortes no trânsito, chegando a 50 mil casos por ano. (Contarato) Isso vai impactar no SUS, 80% dos leitos estão sendo ocupados por vítimas de acidente de transito. Nós temos um custo de 50 bilhões de reais só nas rodovias federais em decorrência de acidentes de trânsito. Acho que passou da hora de termos medidas mais proativas. (REP) A proposta prevê ainda a dispensa de nova avaliação dos veículos importados já submetidos a testes similares no país de origem. Da Rádio Senado, Bruno Lourenço.

Ao vivo
00:0000:00