Cigarro

Dia Mundial sem Tabaco alerta jovens sobre problemas causados pelo tabagismo

02:18Dia Mundial sem Tabaco alerta jovens sobre problemas causados pelo tabagismo

Transcrição LOC: O DIA MUNDIAL SEM TABACO, CELEBRADO EM 31 DE MAIO, ESTE ANO ALERTA OS JOVENS SOBRE A MANIPULAÇÃO DA INDÚSTRIA E AS DOENÇAS CAUSADAS PELO FUMO. LOC: SENADORES ADVERTEM SOBRE OS DANOS À SAÚDE, ESPECIALMENTE COM A PANDEMIA DE COVID-19. REPORTAGEM DE IARA FARIAS BORGES. TÉC: Segundo a OMS, Organização Mundial da Saúde, o tabaco mata mais de 8 milhões de pessoas por ano no mundo. No Brasil, são mais de 156 mil mortes por ano, das quais 18 mil de fumantes passivos. Além das cerca de 60 doenças causadas pelo fumo, como câncer de pulmão, hipertensão e acidente vascular cerebral, o senador Humberto Costa, do PT de Pernambuco, que é médico, alerta sobre os agravantes do tabagismo diante da covid-19. (Humberto Costa): “Todas aquelas pessoas que têm um passado de tabagismo ou que fazem uso do cigarro atualmente, são profundamente suscetíveis a complicações maiores por conta da infecção pelo coronavírus. Afora isso, todos nós já conhecemos todas as repercussões negativas. Além do mais, representam um custo elevadíssimo para o nosso sistema de saúde”. (Rep): Segundo pesquisa do Instituto Nacional do Câncer, o Brasil gastou em 2015 com doenças causadas pelo fumo quase 57 bilhões de reais. E arrecadou com impostos sobre a venda de cigarros menos de 13 bilhões de reais. A OMS também alerta os jovens sobre as estratégias da indústria do fumo. No Congresso, diversos projetos de lei endurecem a legislação para combater o tabagismo, como o projeto, aprovado no final de 2019, que proíbe a venda de narguilés e outros acessórios ligados ao tabaco para crianças e adolescentes. O senador Nelsinho Trad, do PSD Sul-mato-grossense, que também é médico e foi relator da proposta na Comissão de Direitos Humanos, defende o reforço de políticas públicas para combater o tabagismo. (Nelsinho Trad): “Políticas públicas nós temos que desenvolver para combater o tabagismo. A gente tem a Ciência e a consciência plena de que somente assim nós vamos poder dar uma condição de vida mais saudável para as pessoas. O mais importante de tudo é que é uma data de reflexão para toda a sociedade brasileira do quanto faz mal o tabagismo”. (Rep): O Dia Mundial sem Tabaco é celebrado em 31 de maio. Da Rádio Senado, Iara Farias Borges. PLC 104/2018

O Dia Mundial sem Tabaco, celebrado em 31 de maio, alerta sobre as doenças causadas pelo fumo e os agravantes diante da pandemia do novo coronavírus, bem como sobre a manipulação da indústria tabagista sobre os jovens. O senador Humberto Costa (PT-PE), que é médico, adverte que os fumantes são mais suscetíveis a complicações da covid-19 e observou o elevadíssimo gasto do Sistema Único de Saúde (SUS) com o tratamento das doenças causadas pelo fumo. O também médico, senador Nelsinho Trad (PSD-MS), que foi relator na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do projeto de lei (PLC 104/2018) que proíbe a venda de narguilé e outros acessórios ligados ao tabaco para crianças e adolescentes, defende mais políticas públicas de combate ao tabagismo. Reportagem de Iara Farias Borges, da Rádio Senado.

TÓPICOS:
Adolescentes  Câncer  CDH  Cigarro  Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa  Coronavírus  covid-19  Direitos Humanos  Fumo  Indústria  OMS  Organização Mundial da Saúde  pandemia  pandemia de covid-19  Pernambuco  PSD  PT  Saúde  Senador Humberto Costa  Senador Nelsinho Trad  Sistema Único de Saúde  SUS  Tabagismo 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo