56ª Legislatura

MDB cobra critério de proporcionalidade na divisão de cargos da Mesa

01:25MDB cobra critério de proporcionalidade na divisão de cargos da Mesa

Transcrição LOC: PRESIDENTE DO SENADO SE REÚNE COM LÍDERES PARA DISCUTIR A ELEIÇÃO PARA OS DEMAIS CARGOS DA MESA DIRETORA. LOC: O MDB, QUE PERDEU O COMANDO DA CASA, DEFENDE O CRITÉRIO DO TAMANHO DAS BANCADAS NAS INDICAÇÕES DOS PARTIDOS. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN. (Repórter) O presidente do Senado, Davi Alcolumbre do Democratas do Amapá, vai decidir com os líderes partidários se será mantido o critério da proporcionalidade partidária para a eleição dos demais cargos da Mesa Diretora. Ele afirmou, no entanto, que essa tradição já foi quebrada numa referência à vitória dele na disputa pelo comando da Casa. (Davi Alcolumbre) A tradição era eleger um presidente do PMDB, da maior bancada. Se elegeu um presidente do Democratas. (Repórter) O líder do MDB, senador Eduardo Braga do Amazonas, disse que o partido vai cobrar o respeito ao critério da proporcionalidade. (Eduardo Braga) Então, esse é o critério que é um critério que a Casa estabeleceu há muitos anos. Obviamente, a primeira pedida da Mesa, que é do MDB, houve uma disputa e nós não vencemos. Agora, nós continuamos tendo a primeira pedida depois da presidência. (Repórter) A senadora Simone Tebet, do MDB de Mato Grosso do Sul, explicou a situação do partido para conseguir uma vaga na Mesa. (Simone Tebet) A proporcionalidade ela foi quebrada, agora nós vamos ter que discutir como é que se dará essa nova proporcionalidade. O MDB perdeu, tem que reconhecer que perdeu e, agora, para conquistar novos espaços também vai ter que fazer indicações mais próximas da Mesa Diretora. (Repórter) Os senadores deverão escolher nesta quarta-feira dois vice-presidentes, quatro secretários e quatro suplentes.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), deve decidir com os líderes partidários se será mantido o critério da proporcionalidade partidária para a eleição dos demais cargos da Mesa Diretora. Segundo o líder do MDB, senador Eduardo Braga (AM), o partido vai cobrar o respeito ao critério da proporcionalidade. Já a senadora Simone Tebet (MDB-MS) pondera que a bancada deverá estar aberta para negociar e não sofrer uma nova derrota. Ouça mais detalhes no áudio da repórter da Rádio Senado, Hérica Christian.

TÓPICOS:
Amapá  Amazonas  DEM  Mato Grosso  Mato Grosso do Sul  Mesa Diretora  Mesa do Senado  Partidos  PMDB  Proporcionalidade  Senadora Simone Tebet  Senador Davi Alcolumbre  Senador Eduardo Braga 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo