Reforma da Previdência

Alcolumbre busca acordo para votação da reforma da Previdência na próxima semana

02:00Alcolumbre busca acordo para votação da reforma da Previdência na próxima semana

Transcrição LOC: PRESIDENTE DO SENADO QUER VOTAR NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA PRIMEIRO TURNO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA. LOC: MAS OPOSIÇÃO DESCARTA QUALQUER ACORDO PARA ACELERAR VOTAÇÃO DAS NOVAS REGRAS DE APOSENTADORIA. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN (Repórter) Aprovadas na Comissão de Constituição e Justiça, a Reforma da Previdência e a chamada PEC Paralela seguem para o Plenário do Senado. Por mudarem a Constituição, as duas propostas precisam ser discutidas por cinco sessões e retornarem à Comissão de Constituição e Justiça antes da votação em primeiro turno. Por este calendário, a Reforma da Previdência só será votada no dia 24 de setembro. Mas o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, do Democratas do Amapá, busca um acordo com os líderes partidários para o Plenário votar as novas regras de aposentadoria no dia 11. Ele argumentou que os votos já estão definidos e que a Reforma da Previdência foi devidamente discutida na CCJ. (Davi Alcolumbre) Eu estou tentando construir não só discussão não só em relação aos dias úteis, vou aproveitar esses dias porque todo mundo debateu muito a matéria e todo mundo já está convencido do seu voto. Vou tentar ver se a gente coloca na quarta-feira da semana que vem. Se não tiver consenso mesmo, eu vou seguir a regra e deixar para a próxima semana. (Repórter) Mas o líder do PT, senador Humberto Costa, de Pernambuco, descartou qualquer quebra de interstício para votação da Reforma da Previdência no dia 11. (Humberto Costa) Nós tínhamos feito um acordo, inclusive, que teríamos duas sessões aqui no Plenário de debate sobre a Reforma da Previdência. Novamente, se abrem novos prazos para apresentação de emendas. Nós não vamos aceitar nenhuma mudança na tramitação que foi acertada e acordada entre todos os líderes. (Repórter) Já a chamada PEC Paralela da Reforma da Previdência não será votada em primeiro turno no mesmo dia da proposta principal. Ela inclui estados e municípios, exclui da proposta as novas regras da pensão por morte e taxa o agronegócio exportador e as entidades filantrópicas. PEC 06/2019

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), busca um acordo de líderes para votação em primeiro turno da reforma da Previdência (PEC 6/2019) no dia 11. Segundo Davi Alcolumbre, os votos já estão definidos e a discussão já foi feita na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Mas o líder do PT, senador Humberto Costa (PE), descarta qualquer quebra de interstício para votação das novas regras de aposentadoria na próxima semana. As informações são da repórter da Rádio Senado, Hérica Christian.

TÓPICOS:
Agronegócio  Amapá  Aposentadoria  CCJ  Davi Alcolumbre  DEM  Estados  Justiça  Municípios  Oposição  Pernambuco  Plenário do Senado  Previdência  PT  Reforma da Previdência  Senador Davi Alcolumbre  Senador Humberto Costa 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo