Crise comercial entre Brasil e Argentina pode ser tema de audiência

Crise comercial entre Brasil e Argentina pode ser tema de audiência

LOC: A CRISE COMERCIAL ENTRE BRASIL E ARGENTINA PODERÁ SER DISCUTIDA NAS COMISSÕES DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL E DE ASSUNTOS ECONÔMICOS. 

LOC: O REQUERIMENTO PARA A AUDIÊNCIA PÚBLICA CONJUNTA SERÁ APRESENTADO PELO SENADOR EDUARDO LOPES, DO PRB DO RIO DE JANEIRO. REPÓRTER LARISSA BORTONI.  

(Repórter) O governo argentino tem criado dificuldades para a entrada de produtos brasileiros. De acordo com o senador Paulo Paim, do PT do Rio Grande do Sul, as exportações do Brasil para a Argentina ficaram 27% menores entre abril de 2011 e abril deste ano. Ainda assim, o país vizinho é um forte parceiro comercial. O senador Eduardo Lopes lembrou que no ano passado, os argentinos compraram de produtos industrializados brasileiros o equivalente a vinte vírgula quatro bilhões de dólares. O gasto dos Estados Unidos com o mesmo tipo de importação foi de cerca de doze bilhões de dólares. Esses números, segundo Eduardo Lopes, mostram que a Argentina merece maior atenção por parte do Brasil, até por serem parceiros no Mercosul. 

(Eduardo Lopes) Estas são algumas dificuldades que precisam ser discutidas e negociadas, para que se torne possível a superação de barreiras e fazer com que o bloco econômico funcione plenamente. Entretanto, embora seja evidente o embate nas relações comerciais entre o Brasil e a Argentina, estou convencido de que a melhor forma de solucioná-lo não é a retaliação. 

(Repórter) Para o senador do PRB do Rio de Janeiro, a Argentina está longe de ser uma vilã, mas sim um grande filão comercial e o Brasil só tem a ganhar com uma política conciliatória.

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11