Proposta

Creches construídas com dinheiro público devem ter espaços para amamentação

01:07Creches construídas com dinheiro público devem ter espaços para amamentação

Transcrição LOC: CRECHES CONSTRUÍDAS COM DINHEIRO PÚBLICO DEVEM TER ESPAÇOS ADEQUADOS PARA AMAMENTAÇÃO. PROJETO COM ESSE OBJETIVO FOI APROVADO PELA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS. LOC: A PROPOSTA TAMBÉM PERMITE À EMPREGADA ACUMULAR OS DOIS PERÍODOS DE MEIA HORA DURANTE A JORNADA DE TRABALHO DEDICADOS À AMAMENTAÇÃO PARA QUE ELES SEJAM UTILIZADOS NO INÍCIO OU NO FIM DO EXPEDIENTE. A REPORTAGEM É DE RODRIGO RESENDE: (Repórter) Creches construídas com recursos públicos deverão ter espaços adequados para a amamentação. Projeto com esse objetivo, da Senadora Leila Barros, do PSB do Distrito Federal, foi aprovado na Comissão de Direitos Humanos. A relatora da proposta na CDH, senadora Juíza Selma, do PSL de Mato Grosso, apresentou relatório favorável, lido na CDH pelo senador Eduardo Girão, do Podemos do Ceará: (Eduardo Girão) O aleitamento beneficia tanto as mães, que ficam menos sujeitas a desenvolver câncer de mama e osteoporose, quanto aos bebes que adoecem menos e recebem um afeto tão peculiar a essa forma de alimentação. (Repórter) Outra mudança prevista no projeto trata da jornada de trabalho das mulheres com crianças de até 6 meses e que amamentam. Atualmente a mulher tem direito a dois períodos de 30 minutos durante a jornada para a amamentação. A proposta permite que esses períodos sejam acumulados e utilizados no início ou no final da jornada de trabalho. O projeto será analisado agora pela Comissão de Constituição e Justiça. PROJETO: PL 1630/2019

Creches construídas com dinheiro público devem ter espaços para amamentação. Proposta (PL 1630/2019) da senadora Leila Barros (PSB-DF) com esse objetivo foi aprovada pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado (CDH). A proposta também dispõe sobre a permissão para a empregada acumular os dois períodos de meia hora durante a jornada de trabalho dedicados à amamentação para que eles sejam utilizados no início ou no fim do expediente A reportagem é de Rodrigo Resende, da Rádio Senado, da Rádio Senado. Ouça o áudio com mais informações.

TÓPICOS:
CDH  Ceará  Constituição  Direitos Humanos  Distrito Federal  Justiça  Mato Grosso  Podemos  PSB  PSL  Senador Eduardo Girão  Senadora Leila Barros  Trabalho  Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa  Senadora Selma Arruda 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo