CPMI das Fake News

CPI receberá informações sobre perfis envolvidos com fake news

02:00CPI receberá informações sobre perfis envolvidos com fake news

Transcrição LOC: NA PRIMEIRA REUNIÃO DE 2020 A CPMI DAS FAKE NEWS APROVOU UMA SÉRIE DE REQUERIMENTOS DE INFORMAÇÕES. LOC: SENADORES E DEPUTADOS DEVEM RECEBER DADOS E QUEBRAS DE SIGILO DE PESSOAS SUPOSTAMENTE ENVOLVIDAS NOS CASOS CONHECIDOS COMO “MENSALINHO DO PT” E “GABINETE DO ÓDIO”. TAMBÉM SERÃO OUVIDAS PESSOAS QUE PODEM TER ESPALHADO FAKE NEWS SOBRE VACINAS. A REPORTAGEM É DE RODRIGO RESENDE: TÉC: No início dos trabalhos em 2020 a CPMI das Fake News aprovou uma série de requerimentos de pedidos de informações e quebras de sigilos. A deputada Caroline de Toni, do PSL de Santa Catarina, ressaltou a importância de se investigar o caso de 2018 conhecido como “Mensalinho do PT”: Caroline de Toni – 27” – Se refere a um esquema de pagamento de influenciadores de redes sociais para a propagação de pautas positivas disfarçadas de notícias que ficou conhecido popularmente como mensalinho do PT, e eu estou falando isso com base na imprensa da época ,por exemplo, notícias da Folha de São Paulo que é um veículo muito respeitado pela oposição, Folha de São Paulo fala aqui: a agência é acusada de contratar perfis para propaganda irregular pró-PT no Twitter (REP) O deputado Ruy Falcão, do PT de São Paulo, defendeu a aprovação dos requerimentos relacionados ao chamado “Gabinete do ódio”, que funcionaria ligado a assessores da Presidência da República: (Ruy Falcao) Quem pela primeira vez falou aqui em milícia digital, Gabinete do ódio, não fomos Nem nós. Quem falou isso aqui, além de ex-apoiador do Governo Bolsonaro foi ninguém mais ninguém menos que o general Santos Cruz, que já esteve inclusive depondo aqui nessa CPMI. E agora recentemente teve até um esclarecimento da Polícia Federal que o móvel da demissão do General Santos Cruz, que ele disse que foi uma demissão indigna, partiu de uma fake News (REP) Outros requerimentos aprovados pretendem discutir a disseminação de Fake News sobre vacinas, como apontou o presidente do colegiado, senador Ângelo Coronel, do PSD da Bahia: (Ângelo Coronel) Esse pessoal que eu estou aqui convocando como testemunha são donos de perfis e de canais no Youtube que estão disseminando Fake News atentando contra a sociedade brasileira para não se vacinar. (REP) De acordo com Ângelo Coronel, a CPMI já tem 58 convites e 59 convocações aprovadas, dentre elas está a do Secretário Especial de Comunicação Social do Governo Federal, Fábio Wajngarten. Da Rádio Senado, Rodrigo Resende.

Na primeira reunião de 2020, a Comissão Parlamentar de Inquérito das Fake News aprovou uma série de requerimentos sobre pedidos de informações e quebras de sigilo. Serão investigados os casos conhecidos como “Mensalinho do PT” e “Gabinete do Ódio”. A questão da disseminação das Fake News sobre vacinas também foi alvo de requerimentos de convites e convocações. Mais informações com o repórter Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

TÓPICOS:
Bahia  Bolsonaro  Comissão Parlamentar de Inquérito  Comunicação  Imprensa  Oposição  Polícia Federal  Presidência da República  PSD  PSL  PT  Redes Sociais  São Paulo  Santa Catarina  CPI 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo