Comissões

CPI do Futebol convoca Marco Polo Del Nero e Ricardo Teixeira

06/04/2016, 19h05 - ATUALIZADO EM 06/04/2016, 19h05
Duração de áudio: 02:04
Comissão Parlamentar de Inquérito destinada a investigar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o Comitê Organizador Local da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 (COL) realiza reunião para análise de requerimentos. 

Mesa: 
senador Zeze Perrella (PTB-MG); 
presidente da CPIDFDQ, senador Romário (PSB-RJ) 

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Transcrição
LOC: CPI DO FUTEBOL CONVOCA MARCO POLO DEL NERO E RICARDO TEIXEIRA. LOC: SENADORES APROVARAM TAMBÉM A CONVOCAÇÃO DE GUSTAVO DANTAS FEIJÓ, VICE-PRESIDENTE DA CBF, SUSPEITO DE USAR DINHEIRO DE CAIXA DOIS EM CAMPANHA ELEITORAL EM 2012. REPÓRTER CINTHIA BISPO. TÉC: A CPI do Futebol aprovou requerimentos em que convoca o presidente licenciado da CBF, Marco Polo Del Nero; o ex-presidente da entidade, Ricardo Teixeira; e o presidente do grupo Águia, Wagner Abrahão. Eles vão prestar depoimento ao colegiado sobre possíveis irregularidades envolvendo a CBF e o COL. Em março, o colegiado chegou a tentar aprovar uma convocação aos dirigentes, mas a iniciativa acabou rejeitada. O senador Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade do Amapá, lamentou a pouca participação dos parlamentares nas reuniões e sugeriu uma possível sabotagem à CPI: (Randolfe) Está claro e é importante registrar isso, que essa CPI está sendo hoje vítima de um processo de boicote. Boicote, sabotagem por que não querem aprofundar as investigações e não querem que o Brasil tenha conhecimento do conjunto de documentos que chegou nessa CPI. (Rep).: Já o presidente da CPI, senador Romário, do PSB do Rio de Janeiro, criticou a denúncia protocolada contra ele no Conselho de Ética do Senado e no Supremo Tribunal Federal pelo coordenador da Seleção Brasileira Gilmar Rinaldi e pelo técnico Dunga. A denúncia seria sobre uma possível quebra de decoro parlamentar. Para Romário, a iniciativa visa tirar o foco das investigações e do insucesso da Seleção Brasileira. (Romário) Se não pudermos falar aquilo que temos que falar, eu como senador e principalmente presidente de uma CPI, vamos passar a viver em outro mundo. Eu tenho certeza que em nenhum momento faltei com decoro parlamentar, até por que em nenhum momento faltei com desrespeito com esses cidadãos. Eu quero dizer que o futebol está essa bagunça que está aí, dentro de campo falando, eles têm que se responsabilizar, não adianta eles correrem dessa responsabilidade. São eles que são os culpados. (Rep).: A CPI convocou ainda Marco Polo Del Nero Filho e Gustavo Dantas Feijó, vice-presidente da CBF. Da Rádio Senado, Cinthia Bispo.

Ao vivo
00:0000:00