Governo Bolsonaro

Congresso vota na quarta pedido de crédito de R$ 343 bi para governo pagar despesas ordinárias

02:17Congresso vota na quarta pedido de crédito de R$ 343 bi para governo pagar despesas ordinárias

Transcrição LOC: SENADORES E DEPUTADOS DEVEM LIBERAR MAIS DE TREZENTOS E QUARENTA E TRÊS BILHÕES PARA O PAGAMENTO DE DESPESAS ORDINÁRIAS DESTE ANO. LOC: OS GOVERNOS ESTADUAIS E DO DISTRITO FEDERAL VÃO RECEBER MAIS DE OITOCENTOS MILHÕES DE REAIS DO FUNDO NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA PARA AÇÕES RELACIONADAS AO CORONAVÍRUS. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN TÉC: Na sessão do Congresso Nacional desta quarta-feira, estão na pauta dois pedidos de liberação de recursos públicos feitos pelo governo federal. O primeiro no valor de R$ 806 milhões virá do Fundo Nacional de Segurança Pública e será repassado para os fundos estaduais e do Distrito Federal. O senador Alvaro Dias, do Podemos do Paraná, explicou que mais de R$ 500 milhões têm como fonte dinheiro de loteria, que estava parado nas contas do governo federal. Segundo ele, esses recursos poderão ser usados pelos governadores para ações de segurança pública relacionadas ao coronavírus, como a aquisição de máscaras para policiais. (A.Dias) O PLN 7 tem por objetivo a liberação de cerca de R$ 800 milhões, que estão bloqueados e integram o Fundo Nacional de Segurança Pública. Esses recursos serão distribuídos aos municípios brasileiros e obviamente poderão também ser utilizados no combate ao coronavirus. REP: O segundo crédito no valor de R$ 343 bilhões tem o objetivo de cobrir as contas previstas no Orçamento Geral da União deste ano. Somente o Ministério da Economia receberá R$ 229 bilhões. Enquanto os Ministérios da Saúde e da Cidadania contarão com R$ 4,2 bilhões e R$ 1,2 bilhão, respectivamente. O vice-líder do governo, senador Chico Rodrigues, do Democratas de Roraima, admitiu que o País vai aumentar o endividamento para cobrir as despesas correntes. (Chico) É uma questão de racionalidade. É necessário que o Congresso compreenda que com essa crise do coronavirus, o Brasil, obviamente, se necessário tem que se endividar sim para que possa, na verdade, ajustar as contas para atender exatamente a essa demanda, que nesse momento é necessária e fundamental. REP: Os créditos serão votados primeiramente pela Câmara dos Deputados na manhã de quarta-feira. Os senadores vão analisar os pedidos de liberação de crédito no mesmo dia à tarde. Da Rádio Senado, Hérica Christian.

O Congresso Nacional se reúne nesta quarta-feira (13) para a votação de dois créditos. O primeiro no valor de R$ 806 milhões será repassado para os Fundos de Segurança dos Estados e do Distrito Federal. O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) disse que o dinheiro poderá ser usado para compra de máscaras para policiais. Já o segundo crédito no valor de R$ 343 bilhões vai cobrir as despesas do Orçamento deste ano. Segundo o vice-líder do governo, senador Chico Rodrigues (DEM-RR), o aumento do endividamento público se faz necessário neste momento de crise do coronavírus. As informações são da repórter Hérica Christian.

TÓPICOS:
Bolsonaro  Câmara dos Deputados  Cidadania  Congresso Nacional  Coronavírus  Crédito  DEM  Distrito Federal  Economia  Estados  Municípios  Orçamento  Paraná  Podemos  PR  Roraima  Saúde  Segurança  Segurança Pública  Senador Alvaro Dias  Senador Chico Rodrigues  União 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo