Emergência

Congresso se compromete a liberar R$ 5 bilhões para combater o coronavírus

02:25Congresso se compromete a liberar R$ 5 bilhões para combater o coronavírus

Transcrição LOC: CONGRESSO NACIONAL SE COMPROMETE EM LIBERAR CINCO BILHÕES DE REAIS PARA O COMBATE AO CORONAVÍRUS. LOC: PRESIDENTE DO SENADO DIZ QUE MEDIDA PROVISÓRIA DEVERÁ SER EDITADA NAS PRÓXIMAS HORAS. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN TÉC: Os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara, Rodrigo Maia, e os líderes partidários ouviram um relato dramático sobre a situação do coronavírus no País. Em reunião convocada de última hora, o ministro da Saúde, Luiz Mandetta, avisou que aumentarão consideravelmente nas próximas horas os casos da doença respiratória. Ele pediu a liberação de R$ 5 bilhões a serem repassados para estados e municípios usarem no pronto atendimento. Segundo Davi Alcolumbre, o dinheiro deverá sair por meio de uma Medida Provisória. (Davi) Se manifestaram favoráveis à e dição de uma Medida Provisória emergencial porque ela libera os recursos imediatamente e ela não tem problema relacionado ao Teto de Gastos porque é uma questão emergencial e está amparada pela legislação brasileira. O Parlamento tem e sabe o tamanho da sua responsabilidade em relação a isso. Naturalmente, esses recursos serão autorizados e votados se for através de uma edição de medida provisória. REP: O líder da minoria, senador Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade do Amapá, defendeu que o dinheiro para o coronavírus venha dos R$ 15 bilhões das emendas impositivas do relator-geral do Orçamento. (Randolfe) Há dois PLNs que vieram. Tem o PLN 3 que coloca R$ 10 bilhões e tem outro PLN dos R$ 15 bi. O que é inadequado nesse contexto todo são os R$ 15 bi que não têm destinação acertada para lugar nenhum. Os R$ 15 bi são emendas do relator que seriam distribuídas entre os parlamentares sem critério estabelecido. Então, isso nós podemos resolver na semana que vem. Devolver um PLN e aprovar o PLN com crédito para o Ministério da Saúde, que é essa proposta que estamos fazendo. REP: O líder do governo no Congresso Nacional, senador Eduardo Gomes, do MDB do Tocantins, afirmou que o dinheiro do coronavírus poderá sair do relator. (Eduardo Gomes) Acho que é transversal e qualquer que seja a providência orçamentária pode ir em qualquer fonte do Orçamento com a modificação do relator ou no instrumento excepcional. Não está acertado, mas vai ser providenciado para gastos imediatos na emergência, por isso, que é uma Medida Provisória de emergência. REP: Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, pediram a aprovação da agenda econômica para minimizar os impactos do coronavírus. Da Rádio Senado, Hérica Christian

Segundo o presidente do Senado, Davil Alcolumbre (DEM-AP), uma Medida Provisória liberando R$ 5 bilhões deverá ser editadas nas próximas horas para ações relacionadas ao coranavírus. O ministro da Saúde, Luiz Mandetta, pediu R$ 5 bilhões ao Congresso Nacional em reunião da qual participaram lideranças partidárias. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) defendeu que o dinheiro saia da emenda impositiva do relator do Orçamento. O líder do governo no Congresso Nacional, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), não descartou esta possibilidade. Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, apelou pela aprovação da agenda econômica para minimizar os impactos do coronavírus. As informações são da repórter da Rádio Senado, Hérica Christian.

Notícias relacionadas

Senadores cobram ações do governo no enfrentamento ao coronavírus

TÓPICOS:
Amapá  Banco Central  Congresso Nacional  Crédito  Davi Alcolumbre  DEM  Economia  Estados  IR  Lideranças  MDB  Medida Provisória  Ministério da Saúde  Municípios  Orçamento  Podemos  Rede  Rede Sustentabilidade  Saúde  Senador Davi Alcolumbre  Senador Eduardo Gomes  Senador Randolfe Rodrigues  Sustentabilidade  Tocantins  Coronavírus  covid-19 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo