LDO

Congresso aguarda definição de critérios para emendas do relator do Orçamento

02:00Congresso aguarda definição de critérios para emendas do relator do Orçamento

Transcrição LOC: O GOVERNO AINDA NÃO ENVIOU AO CONGRESSO PROJETO COM CRITÉRIOS PARA A LIBERAÇÃO DAS EMENDAS DE RELATOR DO ORÇAMENTO. LOC: ALGUNS PARTIDOS DEFENDEM A MANUTENÇÃO DO VETO PARA QUE O EXECUTIVO DECIDA O PAGAMENTO DOS RECURSOS QUE BANCAM OBRAS NOS ESTADOS. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN. (TÉC): A sessão do Congresso Nacional destinada à apreciação dos vetos à Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2020 deverá ocorrer somente depois do carnaval. Segundo o líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho, do MDB de Pernambuco, o Palácio do Planalto ainda está elaborando o projeto que vai definir os critérios a serem usados pelo relator-geral do Orçamento na escolha das emendas que terão recursos liberados. A pedido da equipe econômica, o presidente Jair Bolsonaro vetou o artigo da LDO que tornou impositivas as emendas do relator. Num acordo já firmado, os líderes partidários querem derrubam o veto para manter a obrigação do pagamento, mas retiram o prazo de 30 dias para sua execução e a punição para o governo no caso de descumprimento. O senador Fernando Bezerra Coelho explicou que o projeto vai estabelecer quais obras e projetos receberão primeiro o dinheiro e os casos em que não houver recurso no Orçamento. (Fernando Bezerra): Vai ser mantido o caput e vamos excluir os três dispositivos que criavam o prazo, as penalidades e a questão dos critérios de contingência dos recursos. Então, o acordo sobre os vetos já está feito. (Repórter): Mas o senador Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade do Amapá, defende a manutenção do veto para evitar que a liberação dos recursos se concentre em apenas um parlamentar. (Randolfe Rodrigues): Quem foi eleito para governar o Orçamento foi o presidente da República. E eu acho um absurdo o próprio presidente da República ter aberto não desse poder, ter feito um acordo, que eu considero de todos os aspectos absurdo, para que seu próprio veto seja derrubado. (Repórter): O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, terá uma reunião com os líderes partidários para discutir a apreciação dos vetos à LDO de 2020 nesta terça-feira. Da Rádio Senado, Hérica Christian. Veto 52/2019

O líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), aguarda o projeto que vai definir os critérios para a liberação das emendas do relator-geral do Orçamento (Veto 52/2019). Ele reafirmou o acordo para a derrubada do veto a fim de garantir o pagamento obrigatório desses recursos. Mas o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) criticou o presidente da República por abrir mão de “governar” o Orçamento. A sessão do Congresso para apreciação desse veto está prevista para depois do Carnaval. As informações são da repórter da Rádio Senado, Hérica Christian.

TÓPICOS:
Amapá  Bolsonaro  Congresso Nacional  Davi Alcolumbre  Estados  LDO  Lei de Diretrizes Orçamentárias  MDB  Orçamento  Partidos  Pernambuco  Presidente da República  Rede  Rede Sustentabilidade  Senador Davi Alcolumbre  Senador Fernando Bezerra Coelho  Senador Randolfe Rodrigues  Sustentabilidade  Vetos 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo