Comissão ouve responsáveis por obras com indícios de irregulares

02:02Comissão ouve responsáveis por obras com indícios de irregulares

LOC: O COMITÊ DA COMISSÃO DE ORÇAMENTO OUVIU HOJE OS RESPONSÁVEIS POR ALGUMAS DAS OBRAS CITADAS NO RELATÓRIO DO TCU POR SUPOSTAS IRREGULARIDADES. LOC: O RELATÓRIO DO TCU, ENTREGUE NO ÚLTIMO DIA NOVE AO PRESIDENTE JOSÉ SARNEY, TRAZ UMA RELAÇÃO COM TRINTA E DUAS OBRAS COM INDÍCIOS DE GRAVES IRREGULARIDADES QUE PODERÃO NÃO RECEBER RECURSOS DO ORÇAMENTO DO ANO QUE VEM. Nessas reuniões os responsáveis pelas obras com indícios de irregularidades tentam resolver as pendências apontadas pelo Tribunal para que a obra não seja interrompida. Nesta terça-feira foram ouvidos o Superintendente de obras da Infraero, Ricardo Góis Ferreira e o representante da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades, Márcio Galvão Fonseca. Eles falaram sobre obras nos aeroportos de Vitória, Goiânia e São Paulo e pela ampliação do sistema de esgoto da Ilha de São Luís no Maranhão e de esgotamento sanitário de Porto Velho em Rondônia, algumas das citadas no relatório do TCU. Participaram das negociações, além dos parlamentares, representantes dos governos estaduais e do Tribunal de Contas da União. Essa é a primeira etapa de negociação antes das audiências públicas quando o Congresso Nacional vai decidir se acata a sugestão do Tribunal de bloquear os recursos para as obras. O relator do orçamento, senador Gim Argelo, falou sobre algumas dessas obras: (Gim Argelo) ¿ o aeroporto de Goiânia está em obras há muitos e muitos anos. Não sai do lugar porque tem indícios de irregularidades. Qual o indício de irregularidade, o que foi? Foi a licitação, é um sobre preço, pune quem ta lá se tiver algo errado. A audiência pública é bom por isso. Chama o ministério público, chama o gestor e vamos ver mas que resolva, que não deixe a população, como é o caso do aeroporto de Goiânia, como é o caso de rodoviárias, como é o caso da conclusão das obras de complexos viários. (Patrícia) - Na quarta-feira, o Comitê vai se reunir com o diretor de Planejamento e Engenharia da Eletronorte, Adhemar Palocci. Uma das obras citadas no relatório do TCU é a estação retificadora Porto Velho, o linhão entre Araraquara (SP) e a capital de Rondônia, em construção sob responsabilidade da Eletronorte. À tarde será ouvido o secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, Silvano Silvério da Costa, que deve falar sobre obras de infraestrutura hídrica em execução no país.

TÓPICOS:
São Paulo  Orçamento  Meio Ambiente  Rondônia  Rodoviárias  TCU  Maranhão  Congresso Nacional  União  Cidades  Infraestrutura  Ministério das Cidades  José Sarney  Ministério Público  Aeroportos  Tribunal de Contas da União  Goiânia 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo