Comissão deve analisar proposta que cria o Fundep

02:06Comissão deve analisar proposta que cria o Fundep

LOC: AMPLIAR E MELHORAR O ENSINO TÉCNICO E PROFISSIONALIZANTE NO BRASIL. ESSE É O OBJETIVO DA PROPOSTA DO SENADOR PAULO PAIM QUE CRIA O FUNDEP. LOC: O FUNDO DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO PROFISSIONAL E QUALIFICAÇÃO DO TRABALHADOR DEVE SER ANALISADO NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA DO SENADO. Segundo o Ministério da Educação, até o final do ano, o Brasil deve ter cerca de 380 escolas técnicas em funcionamento e oferecer mais de 500 mil vagas. Um estudo da Fundação Getúlio Vargas revela que os alunos que concluem o ensino profissionalizante ampliam em quase 50 por cento as chances de conseguir um emprego. O contracheque também é 13 por cento maior do que o dos trabalhadores que apenas concluíram o ensino médio. Especialistas também apontam que os investimentos no setor são fundamentais para impedir um ¿apagão na educação¿ e permitir a formação de mão de obra qualificada para atender setores importantes da economia. Com este objetivo, o projeto do senador Paulo Paim, do PT do Rio Grande do Sul, autoriza a criação do Fundo de Desenvolvimento do Ensino Profissional e Qualificação do Trabalhador. O Fundo seria destinado à reforma e ampliação das escolas profissionalizantes já existentes no País, à construção de novos centros técnicos e à aquisição de equipamentos e material didático, além da capacitação de professores. Para Paim, o Fundep é um instrumento importante para a geração e manutenção de emprego e renda, para o combate à pobreza e para melhoria da produtividade e competitividade da economia. (Paim - 2006/ 0309 A08) ¿Como é bom ver que podemos ter inúmeras escolas tecnicas profissionalizantes nesse país...acho que tendo um fundo, e o fundo caminha bem, teremos milhares de escolas fornado os nossos jovens aptos não só para ir para a universidade, mas para estarem cursando esse período e aprendendo a profissão que vai garantir o salário das suas vidas. (Rep) O projeto já foi aprovado nas comissões de Educação e de Agricultura e Reforma Agrária do Senado e depois da CCJ deve ser analisado pelas comissões de Assuntos Econômicos e de Assuntos Sociais. Se aprovado, será encaminhado para a Câmara dos Deputados.

TÓPICOS:
Emprego  Pobreza  Comissões  Justiça  PT  Escolas  Reforma Agrária  Educação  Ensino Médio  CCJ  Desenvolvimento  Rio Grande do Sul  Economia  Investimentos  Constituição  Agricultura  Câmara dos Deputados  Senador Paulo Paim  Professores  Ministério da Educação 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 0 61 2211
Ao vivo