Comissões

Comissão aprova criação do Ministério da Segurança com a novidade da Polícia Ferroviária Federal e da Guarda Portuária

02:04Comissão aprova criação do Ministério da Segurança com a novidade da Polícia Ferroviária Federal e da Guarda Portuária

Transcrição LOC: A CRIAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SEGURANÇA PÚBLICA FOI APROVADA PELA COMISSÃO MISTA QUE EXAMINOU A MEDIDA. LOC: MAS PARA A OPOSIÇÃO, A NOVA PASTA NÃO RESOLVERÁ O PROBLEMA DA CRIMINALIDADE NO PAÍS, ATÉ POR FALTA DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS. REPORTAGEM DE HÉRICA CHRISTIAN. TÉC: Criado por medida provisória no final de fevereiro após a intervenção federal no Rio de Janeiro, o Ministério da Segurança Pública é responsável por coordenar e promover a integração do setor de segurança do País em parceria com os estados. As Polícias Federal e Rodoviária Federal e o Departamento Penitenciário, até então ligados ao Ministério da Justiça, foram para a estrutura da nova pasta, assim como a Polícia Ferroviária Federal e a Guarda Portuária, que estavam subordinadas ao Ministério dos Transportes. Entre outras mudanças feitas à medida provisória estão a necessidade de um acordo com o Ministério da Defesa para que o Ministério da Segurança convoque as Forças Armadas e a criação do Instituto Nacional de Estudos sobre Segurança Pública. Segundo o relator, senador Dário Berger do PMDB de Santa Catarina, o chamado Inesp vai consolidar os dados de segurança do País, que, hoje, estão nas secretarias estaduais e municipais. (Dário) Interessantíssimo colocar na lei esse instituto (para que) pudesse compilar todas as questões relacionadas à Segurança Pública, os dados, as informações, a inteligência, as suas preocupações e estatísticas para que o próprio Ministério tenha os número dele e que não fique submetido aos números, que, por ventura outros órgãos indistintamente acabem por oferecer. REP: Para o líder do PT, senador Lindbergh Farias do Rio de Janeiro, a criação do Ministério da Segurança Pública não resolverá o problema da violência ao citar a falta de dinheiro para a pasta. (Lindbergh) Criar um ministério não resolve nada. Você tem que ter dinheiro e recursos. Fizeram a intervenção no Rio. Você acredita que até agora não saiu um centavo para a intervenção? Parecia um factoide do governo Temer. Agora criar um Ministério da Segurança por criar modifica alguma coisa? Infelizmente, não. Então as coisas estão sendo feitas assim mais para jogar com a plateia. (REP): A medida provisória, que também define regras para a cessão de policiais militares e civis e bombeiros para órgãos da Administração Pública, será votada pelos Plenários da Câmara e do Senado. Da Rádio Senado, Hérica Christian.

A Comissão aprovou a medida provisória do Ministério da Segurança Pública, que foi criado no final de fevereiro, com a missão de coordenar e integrar as políticas de combate à violência e à criminalidade em parceria com os estados. Entre as mudanças estão a incorporação da Polícia Ferroviária Federal e da Guarda Portuária na estrutura da nova pasta. O relator, senador Dário Berger (PMDB-SC), destacou a criação do Instituto Nacional de Estudos sobre Segurança Pública. Para o líder do PT, senador Lindbergh Farias (RJ), a MP não vai resolver o problema da criminalidade no País. A criação do Ministério da Segurança Pública ainda precisa ser aprovada pelos Plenários da Câmara e do Senado.

TÓPICOS:
Administração Pública  Estados  Forças Armadas  Inteligência  Justiça  Medida Provisória  Ministério da Defesa  Ministério da Justiça  Oposição  PMDB  PT  Rio de Janeiro  Santa Catarina  Segurança  Segurança Pública  Senador Dário Berger  Senador Lindbergh Farias  Transportes  Violência 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo