Chuvas

Sistemas de alerta em áreas de risco precisam ser melhorados, aponta especialista

01:57Sistemas de alerta em áreas de risco precisam ser melhorados, aponta especialista

Transcrição LOC: A SITUAÇÃO DA POPULAÇÃO DOS ESTADOS MAIS AFETADOS PELAS CHUVAS FOI ASSUNTO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE. LOC: MEDIDAS DE PREVENÇÃO DE ENCHENTES E DESLIZAMENTOS FORAM SUGERIDAS PELOS CONVIDADOS DA REUNIÃO. A REPORTAGEM É DE LÍVIA TORRES: (TÉC): As fortes chuvas dos últimos meses causaram estragos nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Enchentes e deslizamentos deixaram mais de 100 cidades do estado mineiro em situação de emergência e já chega a sessenta e nove o número de mortos. No Espírito Santo foram registradas nove mortes. Para discutir a situação desses estados, a Comissão de Meio Ambiente ouviu o engenheiro especialista em deslizamentos em áreas de risco, Sérgio Ludemann. Ele destacou a necessidade de aprimorar o sistema de alarmes para evitar tragédias, além de investir na educação de pessoas mais vulneráveis: (Sérgio Ludemann): “A gente precisa para evitar mortes, nós precisamos primeiro melhorar os nossos sistemas de alertas, porque quando a gente emite um alerta que funciona ele é extremamente positivo. Então além de termos o sistema de alerta cada vez mais calibrado e, portanto, com possibilidades menores de um falso positivo, precisamos reagir eu acho que como sociedade na educação da nossa população, principalmente na educação dessa população vulnerável de milhões de pessoas” (Repórter): A senadora Leila Barros do PSB do Distrito Federal, acredita que apenas educar a população não seja suficiente. Ela disse que é preciso uma ação mais eficiente do Estado para prevenir os problemas causados pelas chuvas: (Leila Barros): “Eu acho assim que existe uma omissão muito grande dos governos dos Estados. Não adianta a gente educar só a população, a gente tem que mudar também o comportamento dos chefes aqueles que comandam os executivos locais. Porque na verdade tem vários fatores que muitas vezes leva o poder fechar os olhos, interesses políticos, interesses de terras” (Repórter): O governo anunciou a antecipação do saque do Bolsa Família para beneficiários que moram em cidades que estão em situação emergencial ou de calamidade pública. Sob supervisão de Maurício de Santi, da Rádio Senado, Lívia Torres.

Audiência pública na Comissão de Meio Ambiente (CMA) discutiu a situação da população dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, os mais afetados pelas fortes chuvas. O engenheiro especialista em deslizamentos em áreas de risco, Sérgio Ludemann, destacou a necessidade de aprimorar o sistema de alarmes para evitar tragédias, além de investir na educação de pessoas mais vulneráveis. A senadora Leila Barros (PSB-DF) cobrou uma ação mais eficiente do Estado para prevenir os problemas causados pelas chuvas. Reportagem de Lívia Torres, da Rádio Senado. 

TÓPICOS:
Bolsa Família  Cidades  CMA  Comissão de Meio Ambiente  Distrito Federal  Educação  Espírito Santo  Estados  Família  Meio Ambiente  Menores  Minas Gerais  PSB  Rio de Janeiro  Senadora Leila Barros 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo