Homenagem

CE aprova nome de Ayrton Senna como Heroi da Pátria

02:31CE aprova nome de Ayrton Senna como Heroi da Pátria

Transcrição LOC: O PILOTO AYRTON SENNA DEVE SER O PRIMEIRO DESPORTISTA A SER INCLUÍDO NO LIVRO DOS HERÓIS DA PÁTRIA. LOC: UM PROJETO COM ESTE OBJETIVO FOI APROVADO NESTA TERÇA-FEIRA PELA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO DO SENADO. REPÓRTER GEORGE CARDIM. (Repórter) No final dos anos 80 e início dos anos 90, muitos brasileiros acordavam cedo no domingo para ver o seu ídolo nacional em pista, o piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna. Numa época sem vitórias no futebol, Senna costumava empunhar uma bandeira do Brasil em cada uma das corridas em que saía vitorioso. Considerado um dos grandes nomes do automobilismo mundial, Ayrton Senna acumulou recordes. Subiu ao pódio 80 vezes, cravou 65 pole positions, venceu 41 disputas e foi tricampeão mundial da categoria no anos 1988, 90 e 91. Sua morte, há 25 anos, em primeiro de maio de 1994, em um acidente quando liderava o Grande Prêmio de San Marino, comoveu o país e levou mais de um milhão de pessoas às ruas para acompanhar o cortejo do corpo. O governo declarou luto oficial de três dias e concedeu ao piloto honras de chefe de Estado. Para homenagear a memória de Ayrton Senna, uma proposta aprovada pela Comissão de Educação do Senado inclui o nome do atleta no livro dos Heróis da Pátria. O relator, senador Zequinha Marinho, do PSC do Pará, lembrou que Senna também se destacou fora das pistas por seu idealismo e generosidade. (Zequinha Marinho) “Por tudo que o Ayrton Senna foi para o Brasil e para nossa história, não só como um grande atleta que se destacou mundialmente no automobilismo, mas também, pela pessoa que foi, pelo pensamento, pelo idealismo que teve, criando, tirando parte da sua riqueza, daquilo que ganhou para ajudar o Brasil, ajudar as crianças, enfim, uma grande figura, uma grande personalidade” (Repórter) O livro dos Heróis é composto por páginas de aço e está guardado no Panteão da Pátria Tancredo Neves, em Brasília. Entre os homenageados estão nomes como Tiradentes, Heitor Villa Lobos e Zumbi dos Palmares. A proposta deve ser analisada agora pelo plenário do Senado. PLC 45 /2018

O piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna deve ser o primeiro desportista a ser incluído no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria. O projeto (PLC 45/2018) com este objetivo foi aprovado pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado (CE). Considerado um dos grandes nomes do automobilismo mundial, Ayrton Senna acumulou recordes. Subiu ao pódio 80 vezes, cravou 65 pole positions, venceu 41 disputas e foi tricampeão mundial da categoria no anos 1988, 90 e 91. Sua morte, há 25 anos, em um acidente no Grande Prêmio de San Marino, comoveu o país e levou mais de um milhão de pessoas às ruas para acompanhar o cortejo do corpo. O relator, senador Zequinha Marinho, (PSC-PA) disse que Senna também se destacou fora das pistas por seu idealismo e generosidade.

TÓPICOS:
Brasília  Educação  Futebol  História  Pará  Plenário do Senado  PSC  Senador Zequinha Marinho  Comissão de Educação, Cultura e Esporte  Cultura  Esporte  Ayrton Senna  CE  Homenagem 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo