Ciência e Tecnologia

CCT debate projetos do Ministério de Ciência e Tecnologia com ministro Celso Pansera

29/03/2016, 13h20 - ATUALIZADO EM 29/03/2016, 13h24
Duração de áudio: 02:18
Foto: Pedro França/Agência Senado

Transcrição
LOC: O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA ESPERA OBTER UM EMPRÉSTIMO DO BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO, BID, PARA GARANTIR A CONTINUIDADE DE PROGRAMAS DA PASTA. LOC: FOI O QUE INFORMOU O MINISTRO CELSO PANSÊRA, AO PARTICIPAR DE AUDIÊNCIA PÚBLICA NESTA TERÇA-FEIRA NA COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA. ELE APRESENTOU OS PROJETOS DO MINISTÉRIO PARA ESTE ANO. REPÓRTER NARA FERREIRA: (Repórter) Celso Pansera disse que o Ministério elabora no momento um nova Estratégia Nacional de Ciência e Tecnologia. Entre os desafios, citou expandir os avanços dos últimos anos e adotar políticas que ajudem a tornar o Brasil uma referência mundial em pesquisa. Para isso, destacou a necessidade de maior integração da academia com o setor produtivo. Outro desafio seria a inovação. O ministério vai lançar o edital de Startups Brasil, de estímulo a empresas de inovação, a fim de tentar reduzir a distância que o Brasil tem dos principais centros mundiais nessa área. Pansera disse que o governo precisa manter os investimentos, pois quase 70 por cento do que é aplicado em pesquisa e inovação no Brasil vem da iniciativa pública. Entre os programas destacados, estão o Plano Nacional de Enfrentamento ao Aedes Aegypti e à Microcefalia, e a construção do reator multipropósito que deverá tornar o Brasil autossuficiente na produção de radiofármacos. Segundo Pansera, o Ministério sofreu um corte orçamentário este ano de 1 bilhão e 700 milhões de Reais. Para contornar a falta de recursos, o ministério pede um desbloqueio imediato de 400 milhões e aguarda um empréstimo do BID de 1 bilhão e 400 milhões de dólares - 200 milhões dos quais seriam liberados ainda este ano: (Celso Pansera) dá um respiro pra gente, e uma estabilidade para o sistema para os próximos quatro anos...precisaremos muito aqui do Senado para aprovação desse empréstimo, a nossa grande batalha hoje junto ao governo é a aprovação desse empréstimo junto ao Bid. Pra gente é determinante. (Repórter) O presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, senador Lasier Martins, do PDT do Rio Grande do Sul, manifestou preocupação com os cortes (Lasier Martins) Nós entendemos nesta comissão que a Ciência Tecnologia e Inovação é um setor preponderante para o futuro do país...é um ministério importantíssimo, esse corte de 1 bilhão e 700 milhões de reais é realmente um corte muito fundo. (Repórter) O senador Omar Aziz, do PSD do Amazonas, pediu alterações no programa Ciência Sem Fronteiras para garantir melhor retorno à sociedade. LOC: DEPOIS DA AUDIÊNCIA COM O MINISTRO, A COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DECIDIU QUE O TEMA DE POLÍTICA PÚBLICA A SER AVALIADO ESTE ANO SERÁ "FUNDOS DE INCENTIVO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO". LOC: A SUGESTÃO PARTIU DO SENADOR ALOYSIO NUNES FERREIRA, DO PSDB DE SÃO PAULO. ELE EXPLICOU QUE FOI SOMENTE COM A CRIAÇÃO DESSES FUNDOS SETORIAIS, NO FINAL DA DÉCADA DE 90, O BRASIL PASSOU A TER FONTES ESTÁVEIS DE RECURSOS PARA CIÊNCIA E TECNOLOGIA.

Ao vivo
00:0000:00