Comissões

CCJ tem segundo debate sobre Reforma Tributária

02:25CCJ tem segundo debate sobre Reforma Tributária

Transcrição LOC: A REFORMA TRIBUTÁRIA CONTINUA A SER DISCUTIDA PELA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA. LOC: NESTA TERÇA-FEIRA, FORAM OUVIDOS REPRESENTANTES DOS BANCOS, DO COMÉRCIO, DA INDÚSTRIA E DA AGRICULTURA. OS DETALHES NA REPORTAGEM DE MARCELLA CUNHA: TÉC: Durante a segunda audiência pública sobre a Reforma Tributária na Comissão de Constituição e Justiça, o relator da proposta, senador Roberto Rocha, do PSDB do Maranhão, disse que vai buscar simplificar e modernizar a arrecadação de tributos. (Roberto Rocha): Nós temos que ajustar esse sistema, que é um verdadeiro manicômio tributário. Somada a reforma da Previdência, e outras leis infraconstitucionais, certamente vai atrair muitos e muitos investimentos do mundo inteiro que carecem de segurança jurídica. (Rep) O presidente da Federação Brasileira de Bancos, Murilo Portugal, disse que muitas vezes o consumidor desconhece o valor total de impostos que paga sobre um produto e defendeu mais transparência. (Portugal) O custo tributário Total representa mais de 20% dos spreads Bancários. Então, o consumidor pensa que está pagando juros, mas na prática está sendo tributado pelo estado brasileiro. (REP) Para o economista da Confederação Nacional do Comércio, Fábio Bentes, o Brasil é um ponto fora da curva quando se trata de tributação de renda e propriedade. (Bentes): Metade da nossa carga tributária é tributação sobre consumo. Problema disso: o Brasil por ser um país com distribuição de renda ainda muito desigual, ao tributar consumo, faz com que a população ali naqueles 88% das classes C, D e E acabe pagando muito mais tributos. (Rep) O representante da Confederação Nacional da Agricultura, Renato Conchon, elogiou a criação de uma alíquota reduzida para alimentos. A PEC prevê um imposto único de competência estadual, chamado de IBS, que terá o valor de 4% para esse setor. Já Mário Sérgio Carraro, da Confederação Nacional da Indústria, disse que 75% das empresas consideram o ICMS o imposto que mais diminui a competividade. Além da extinção do ICMS, que é estadual, a PEC prevê o fim de outros 7 tributos federais, como o IPI e o IOF, além do ISS que é municipal. A terceira audiência pública sobre a Reforma Tributária está marcada para esta quinta-feira, com a presença do secretário da Receita Federal, Marcos Cintra e da Confederação Nacional dos Municípios. Da Rádio Senado, Marcella Cunha PEC 110/2019

A Comissão de Constituição e Justiça promoveu nesta terça-feira (27) o segundo debate sobre a Reforma Tributária. O relator da PEC 110/2019, senador Roberto Rocha (PSDB-MA), disse que pretende simplificar o sistema de arrecadação, que considera um “manicômio tributário”.  Foram ouvidos representantes da Confederação da Indústria, do Comércio e da Agricultura, além do presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal Filho. A reportagem é de Marcella Cunha.

TÓPICOS:
Agricultura  Alimentos  Bancos  Carga Tributária  CCJ  Comércio  Constituição  Consumidor  Empresas  ICMS  Indústria  Investimentos  IOF  IPI  ISS  Juros  Justiça  Maranhão  Municípios  Portugal  Previdência  PSDB  Receita Federal  Reforma da Previdência  Reforma Tributária  Segurança  Senador Roberto Rocha  Transparência  Tributação  Tributos  Comissões 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo