Assuntos Sociais

CAS aprova campanha Julho Amarelo para combater hepatites virais

02:15CAS aprova campanha Julho Amarelo para combater hepatites virais

Transcrição LOC: A COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS APROVOU NESTA QUARTA-FEIRA A CRIAÇÃO DA CAMPANHA JULHO AMARELO, DE COMBATE ÀS HEPATITES VIRAIS. LOC: O OBJETIVO É CONSCIENTIZAR A POPULAÇÃO SOBRE OS RISCOS DE CONTAMINAÇÃO E A IMPORTÂNCIA DA PREVENÇÃO, DO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. REPÓRTER GEORGE CARDIM. (Repórter) A Comissão de Assuntos Sociais aprovou a criação da campanha Julho Amarelo, com ações de conscientização e combate às hepatites virais. A data foi escolhida em homenagem ao Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, celebrado em 28 de julho. Segundo o projeto, aproximadamente 3 milhões de brasileiros estão contaminados com algum dos cinco tipos de hepatites existentes. As doenças provocam a inflamação do fígado e podem ser causadas por abuso de álcool, água contaminada, agulhas infectadas e relações sexuais sem proteção, entre outros motivos. O relator, senador Paulo Rocha, do PT do Pará, lembrou que as hepatites virais são um problema de saúde pública e muitas vezes são silenciosas e não apresentam sintomas. (Roberto Rocha) “Para o combate a essas doenças, é de grande importância que haja um diagnóstico precoce. Além disso, a vacinação é a melhor forma de prevenção. A instituição de um mês destinado a chamar a atenção para as hepatites virais é um instrumento eficaz de conscientização acerca de seus riscos e formas de prevenção e tratamento” (Repórter) A senadora Marta Suplicy, do MDB de São Paulo, lembrou o sucesso de outras campanhas como Outubro Rosa e Novembro Azul, e lamentou a falta de informações nas escolas sobre como prevenir doenças sexualmente transmissíveis, como as hepatites b, c e d. (Marta Suplicy) “Houve um retrocesso na questão da educação sexual nas escolas. A falta de informação. Não se fala mais, é tabu nas escolas. Como se não falar de sexualidade na escola fosse acabar com a sexualidade da juventude. Não permite que se se avance nestas questões e que se proteja os jovens , porque o jovem é protegido com informação e não com ignorância” (Repórter) A proposta deve ser analisada agora pelo plenário do Senado. PLC 35/2018

A Comissão de Assuntos Sociais do Senado (CAS) aprovou a proposta (PLC 35/2018) que institui a campanha Julho Amarelo, com ações de conscientização e combate às hepatites virais. A data foi escolhida em homenagem ao Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, celebrado em 28 de julho. Segundo o projeto, aproximadamente 3 milhões de brasileiros estão contaminados com algum dos cinco tipos de hepatites existentes. As doenças provocam a inflamação do fígado e podem ser causadas por abuso de álcool, água contaminada, agulhas infectadas e relações sexuais sem proteção, entre outros motivos. Segundo o relator, senador Paulo Rocha (PT – PR), as hepatites virais são um problema de saúde pública e muitas vezes são silenciosas e não apresentam sintomas. A senadora Marta Suplicy (MDB – SP) lembrou o sucesso de outras campanhas como Outubro Rosa e Novembro Azul, e lamentou a falta de informações nas escolas sobre como prevenir doenças sexualmente transmissíveis, como as hepatites b, c e d. A proposta deve ser analisada agora pelo plenário do Senado.

TÓPICOS:
Água  CAS  Comissão de Assuntos Sociais  Educação  Escolas  Homenagem  Novembro Azul  Outubro Rosa  Pará  Paraná  Plenário do Senado  PMDB  PR  PT  São Paulo  Saúde  Saúde Pública  Senadora Marta Suplicy  Senador Paulo Rocha 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo