Proposta

CAS analisa proposta que amplia famílias que podem receber o BPC

02:09CAS analisa proposta que amplia famílias que podem receber o BPC

Transcrição LOC: A COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS ANALISA NESTA QUARTA-FEIRA UMA PROPOSTA QUE AMPLIA O NÚMERO DE FAMÍLIAS QUE PODEM RECEBER O BPC. LOC: O PROJETO BUSCA MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA DOS IDOSOS COM MAIS DE 65 ANOS E PESSOAS COM DEFICIÊNCIA QUE NÃO TEM COMO SE SUSTENTAR. A REPORTAGEM É DE GEORGE CARDIM. (Repórter) A proposta em análise na Comissão de Assuntos Sociais aumenta o limite da renda familiar de idosos com mais de 65 anos e pessoas com deficiência que têm direito ao Benefício de Prestação Continuada. Atualmente, recebem o BPC os beneficiários com uma renda familiar de até 249 reais por pessoa, valor que corresponde a um quarto do salário mínimo em vigor. O projeto aumenta a média para 598 reais, ou seja, três quintos do piso salarial. O relator, senador Romário, do Podemos do Rio de Janeiro, disse que as novas regras buscam dar mais dignidade às pessoas em situação de miséria que não têm como se sustentar nem contar com o auxílio da família. (Romário) “Para que a gente possa melhorar um pouco mais a qualidade de vida dessas pessoas, que, definitivamente, continuarão tendo dificuldade para viver com R$598 por mês, mas, com certeza, esse é um número bem melhor do que R$249. Permite, também, principalmente, que outras famílias possam buscar esse amparo e, assim, serem alcançadas pelas políticas sociais que visam ajudá-las a superar as condições de vulnerabilidade em que se encontram” (Repórter) Durante a discussão do projeto, os senadores também criticaram o ponto da Reforma da Previdência apresentada pelo governo federal que eleva para 70 anos a idade mínima para os idosos receberem integralmente o BPC e que também estabelece um valor de 400 reais pagos a idosos pobres na faixa etária de 60 a 69 anos. Se aprovada pela CAS, a proposta do senador Dalírio Beber, do PSDB de Santa Catarina, deve ser analisada pela Comissão de Assuntos Econômicos.

A proposta em análise na Comissão de Assuntos Sociais aumenta o limite da renda familiar de idosos com mais de 65 anos e pessoas com deficiência que podem receber o Benefício de Prestação Continuada. Atualmente, têm direito ao BPC os beneficiários com renda familiar de até R$ 249,50. O projeto aumenta a média para R$ 598,80, ou seja, três quintos do salário mínimo. O relator, senador Romário (Podemos-RJ), disse que as novas regras buscam garantir mais qualidade de vida às pessoas em situação de miséria que não têm como se sustentar nem contar com o auxílio da família.

TÓPICOS:
CAS  Comissão de Assuntos Econômicos  Comissão de Assuntos Sociais  Família  Idosos  Pessoas com Deficiência  Podemos  Previdência  PSDB  Qualidade de Vida  Reforma da Previdência  Rio de Janeiro  Salário Mínimo  Santa Catarina  Senador Romário 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo