Primeiro semestre

Vacina contra aftosa imuniza 98,33% do gado no Brasil

02:06Vacina contra aftosa imuniza 98,33% do gado no Brasil

Transcrição LOC: NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2018, PRATICAMENTE TODO O REBANHO BOVINO BRASILEIRO FOI IMUNIZADO CONTRA A FEBRE AFTOSA: 98%. LOC: A VACINAÇÃO FAZ PARTE DO PROGRAMA QUE TORNOU O BRASIL LIVRE DA DOENÇA, RECONHECIDO PELA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE ANIMAL. REPORTAGEM DE IARA FARIAS BORGES. (Repórter) O Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento atua com os estados e o setor agropecuário para manter o país livre da doença. O rebanho brasileiro foi reconhecido em maio de 2018 pela Organização Mundial de Saúde Animal como área livre de aftosa, com vacinação. Apenas o estado de Santa Catarina e o Distrito Federal erradicaram a doença e não precisam mais vacinar o gado. A meta é que, até 2023, o Brasil esteja totalmente livre da febre aftosa, sem vacinação. Com o sucesso da imunização do rebanho brasileiro, nove estados das regiões Sul e Centro-Oeste foram considerados aptos a exportarem carne bovina para a União Europeia. O Brasil, há onze anos, não registra nenhum caso da febre. A erradicação da doença foi celebrada em abril de 2018 em sessão especial no Senado. O senador Cidinho Santos, do PR do Mato Grosso, ressaltou que a saúde do gado brasileiro é resultado do programa de erradicação. (Cidinho Santos) “Para se chegar ao reconhecimento do Brasil livre de febre aftosa com vacinação, não é porque alguém sonhou, porque alguém assinou um decreto, não! É porque é feito um trabalho de muitos e muitos anos para se dar essa credibilidade”. (Repórter) O presidente da Embrapa, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Maurício Lopes, observou que a pecuária nacional se destacou no mundo pelo avanço científico e tecnológico. (Maurício Lopes) “Sem conhecimento e sem tecnologia, não teríamos chegado aqui, não teríamos realizado esse sonho de 60 anos, não teriam nos permitido alcançar uma pecuária avançada, sustentável, sem igual no cinturão tropical do Globo”. (Repórter) As informações sobre a erradicação da febre aftosa, bem como o calendário de vacinação do rebanho brasileiro estão disponíveis no site do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Quase todo o rebanho bovino brasileiro está imunizado contra a febre aftosa (98,33%). O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou os relatórios sobre a vacinação do primeiro semestre de 2018. Em maio, a Organização Mundial de Saúde Animal declarou o Brasil área livre de febre aftosa, com vacinação. O senador Cidinho Santos (PR-MT) ressalta que a certificação é resultado do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), que tem a meta de, até 2023, erradicar a febre aftosa do Brasil, sem a necessidade de vacinação. Ouça mais detalhes no áudio da repórter da Rádio Senado, Iara Farias Borges.

TÓPICOS:
Agricultura  Distrito Federal  Embrapa  Estados  Mato Grosso  Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento  Pecuária  PR  Santa Catarina  Saúde  Senador Cidinho Santos  Tecnologia  Trabalho  União Europeia 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo