Comissão de Educação

Brasil descumpre metas para ensino infantil

02:27Brasil descumpre metas para ensino infantil

Transcrição LOC: O PAÍS NÃO ESTÁ CONSEGUINDO MATRICULAR AS CRIANÇAS DE ZERO ATÉ CINCO ANOS EM CRECHES E PRÉ-ESCOLAS, PRINCIPALMENTE AS DE BAIXA RENDA. LOC: É O QUE REVELA O RELATÓRIO APROVADO PELA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO COM A ANÁLISE SOBRE AS METAS PREVISTAS PARA O ENSINO INFANTIL. O DOCUMENTO APRESENTA MEDIDAS PARA AUMENTAR A OFERTA DE VAGAS E MELHORAR O ATENDIMENTO, PRINCIPALEMNTE PARA AS CRIANÇAS MAIS POBRES. REPÓRTER GEORGE CARDIM. (Repórter) O relatório do senador Pedro Chaves, do PRB de Mato Grosso do Sul, revela que o país descumpre as metas previstas para o ensino infantil no Plano Nacional de Educação. Hoje, apenas uma em cada três crianças de zero a três anos frequenta a creche, enquanto o compromisso assumido pelo Brasil é de matricular metade delas nesta faixa etária até 2024. O País também não atendeu a meta de colocar todas as crianças de 4 e 5 anos na pré-escola até 2016. A cobertura atingiu 91 por cento e deixou 450 mil menores fora da sala de aula. Ao considerar o cenário desalentador, Pedro Chaves apresentou propostas para melhorar o atendimento e aumentar a oferta de vagas, principalmente para as crianças mais pobres. Entre elas, a ampliação do financiamento e das parcerias entre os governos federal, estaduais e municipais; a retomada das obras em creches inacabadas; e o controle da frequência das crianças beneficiadas pelo programa Bolsa Família. Pedro Chaves ponderou que o investimento na primeira infância é fundamental para as futuras gerações. (Pedro Chaves) “Para além do valor moral e cultural do cuidado e educação das crianças, a educação infantil tem também impactos sociais e econômicos. Estudos recentes têm demonstrado que a primeira infância é um período basilar para o desenvolvimento do cérebro e demonstra que os efeitos das vivências deste período podem se alongar por toda a vida deste indivíduo” (Repórter) A presidente da Comissão de Educação, senadora Lúcia Vânia, do PSB de Goiás, lamentou o descaso do país com os programas de educação infantil e com a falta de creches. (Lúcia Vânia) “A demanda por creche é uma coisa que faz pena a gente ver aquelas mães passando madrugadas nas filas para conseguir uma vaga e isso se repete anos após anos com a total indiferença do poder público” (Repórter) A proposta aprovada pela Comissão deve ser encaminhada para a Presidência da República, ministérios, órgãos e entidades que atuam na área.

Aprovado pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado (CE), o relatório do senador Pedro Chaves (PRB-MS) revela que o país não cumpre as metas previstas para o ensino infantil no Plano Nacional de Educação. Atualmente, apenas uma em cada três crianças de zero a três anos frequenta a creche, enquanto o compromisso é matricular metade das crianças nesta faixa etária até 2024. O Brasil também não conseguiu colocar os menores de 4 e 5 anos na pré-escola até 2016. Para reverter este cenário, Pedro Chaves apresentou propostas para melhorar o atendimento e aumentar a oferta de vagas, principalmente para as crianças mais pobres. Entre elas, a ampliação do financiamento e das parcerias entre os governos federal, estaduais e municipais; a retomada das obras em creches paralisadas e inacabadas; e o controle da frequência das crianças beneficiadas pelo programa Bolsa Família. A presidente da Comissão, senadora Lúcia Vânia (PSB-GO), lamentou a falta de creches.

TÓPICOS:
Bolsa Família  Desenvolvimento  Educação  Escolas  Família  Goiás  Infância  Mato Grosso  Mato Grosso do Sul  Menores  Plano Nacional de Educação  PRB  Presidência da República  PSB  Senadora Lúcia Vânia  Senador Pedro Chaves 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo