Proposta

Alunos internados podem ter atendimento escolar em casa ou no hospital

01:47Alunos internados podem ter atendimento escolar em casa ou no hospital

Transcrição LOC: OS ALUNOS INTERNADOS PARA TRATAMENTO DE SAÚDE PROLONGADO PODERÃO RECEBER ATENDIMENTO ESCOLAR EM CASA OU NO HOSPITAL. LOC: UM PROJETO COM ESTE OBJETIVO APROVADO PELA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO DEVE SER ANALISADO PELO PLENÁRIO DO SENADO. REPÓRTER GEORGE CARDIM. (Repórter) O projeto já aprovado pela Comissão de Educação do Senado assegura a continuidade dos estudos de alunos da educação básica internados para tratamento de saúde prolongado em hospitais ou em casa, o chamado Home Care. O relatório do senador Romário, do Podemos do Rio de Janeiro, estabelece que cada secretaria de educação deve definir os critérios de contratação e capacitação de professores para permitir o atendimento dos estudantes do primeiro ano do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio impedidos de frequentar a escola. Durante o debate, o senador Cristovam Buarque, do PPS do Distrito Federal, defendeu a iniciativa e argumentou que a Educação é um direito garantido pela Constituição (Cristovam Buarque) “O projeto tem todo o mérito porque visa impedir a interrupção da educação de uma criança, de um adolescente por conta da hospitalização, no hospital ou em casa” (Repórter) A senadora Regina Sousa, do PT do Piauí, disse que a medida busca impedir que os alunos doentes sejam prejudicados. (Regina Sousa) “É muito importante esta discussão desta questão do menino, do aluno que fica doente, né? Ás vezes passa um mês hospitalizado, perde o ano, vai repetir coisas que ele já tinha visto, acaba desinteressando. Então é importante que ele tenha toda a assistência escolar” (Repórter) A proposta vai ser analisada agora pelo plenário do Senado e, se aprovada, segue para ser sancionada pela Presidência da República. PLC 24/2018

Os alunos internados para tratamento de saúde prolongado poderão vir a receber atendimento escolar em casa ou no hospital. Um projeto (PLC 24/2018) com este objetivo aprovado pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado (CE) deve ser analisado pelo plenário do Senado. O relatório do senador Romário (PODE-RJ) estabelece que cada Secretaria de Educação deve definir os critérios de contratação e capacitação de professores para assegurar o atendimento aos estudantes do primeiro ano do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio impedidos de frequentar a escola. Durante o debate, o senador Cristovam Buarque (PPS-DF) argumentou que a Educação é um direito garantido pela Constituição. A senadora Regina Souza (PT-PI) disse que a medida busca impedir que os alunos doentes sejam prejudicados. Ouça mais detalhes no áudio da repórter da Rádio Senado, George Cardim.

TÓPICOS:
CE  Comissão de Educação, Cultura e Esporte  Distrito Federal  Ensino Médio  Piauí  Plenário do Senado  Podemos  PPS  Presidência da República  Professores  PT  Rio de Janeiro  Saúde  Senadora Regina Sousa  Senador Cristovam Buarque  Senador Romário 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11