Audiência CRE

Aldo Rebelo afirma que não haverá corte de verbas para forças armadas ajudarem na segurança das Olimpíadas

02:13Aldo Rebelo afirma que não haverá corte de verbas para forças armadas ajudarem na segurança das Olimpíadas

Transcrição LOC: NÃO HAVERÁ CORTE DE VERBA PARA AS FORÇAS ARMADAS AJUDAREM A GARANTIR A SEGURANÇA DURANTE AS OLIMPÍADAS. LOC: FOI O QUE INFORMOU O MINISTRO DA DEFESA, QUE PARTICIPOU DE AUDIÊNCIA NA COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES DO SENADO, PARA DISCUTIR A POLÍTICA NACIONAL DE DEFESA. REPÓRTER FLORIANO FILHO. (Repórter) Um dos principais desafios destacados pelo ministro da Defesa, Aldo Rebelo, na Comissão de Relações Exteriores do Senado foi quanto à proteção da Amazônia. A região ocupa quase metade do território nacional, mas tem uma baixa densidade populacional e baixo índice de desenvolvimento. Também possui enormes dificuldades de transporte e extensas fronteiras desprotegidas. Isto facilita o tráfico de drogas e o aumento de outros crimes transnacionais. Aldo Rebelo também denunciou que há organizações internacionais suspeitas atuando na região. Ele enfatizou a importância de mais investimento em tecnologia e disse que a falta de desenvolvimento dificulta a manutenção da integração nacional. Deu o exemplo de Roraima, que tem cerca de 60% de sua área demarcada. Isso praticamente inviabiliza a economia estadual. (Aldo Rebelo) Esse estado está praticamente proibido de produzir. Ele importa etanol de São Paulo, farinha de mandioca do Paraná, leite de Rondônia. É um processo de fragilização. (Repórter) A senadora Ana Amélia, do PP do Rio Grande do Sul, disse estar preocupada com as consequências dos cortes orçamentários para a segurança das Olimpíadas. (Ana Amélia) Parece até que não só investimentos. Até o próprio custeio das Forças Armadas pode estar comprometido por esse contingenciamento. (Repórter) O ministro explicou que o orçamento brasileiro para defesa está abaixo da média, até mesmo em relação à América do Sul. Mas afirmou que a segurança das Olimpíadas está sob controle, mesmo após o pedido de demissão do chefe da Força Nacional de Segurança, e que estão garantidos os recursos das Forças Armadas para cumprirem seu papel durante o evento internacional. (Aldo Rebelo) Os recursos não foram contingenciados. Foram liberados. Parte veio do próprio ministério da Defesa e estamos cuidando disso. (Repórter) Antes da audiência pública, a Comissão de Relações Exteriores aprovou um projeto sobre a organização de brigadas de incêndio voluntárias. PLC 71/2012

Não haverá corte de verba para as forças armadas ajudarem a garantir a segurança durante as olimpíadas. Foi o que informou o ministro da Defesa, que participou de audiência na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), para discutir a Política Nacional de Defesa. Segundo o ministro Aldo Rebelo, o orçamento brasileiro para defesa está abaixo da média, até mesmo em relação à América do Sul. Mas a segurança das Olimpíadas está sob controle.

TÓPICOS:
São Paulo  Senadora Ana Amélia  Olimpíadas  Drogas  Defesa Nacional  CRE  PP  Rondônia  Investimentos  Segurança  Amazônia  Ministério da Defesa  Rio Grande do Sul  Forças Armadas  Orçamento  Desenvolvimento  Jogos Olímpicos  Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional  Política  Comissão de Relações Exteriores  Tecnologia  Integração Nacional  Economia  Paraná  Roraima  Relações Exteriores 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo