A bossa nova de Tim Maia — Rádio Senado
Improviso

A bossa nova de Tim Maia

No início dos anos 90, Tim Maia decidiu montar sua própria gravadora, a Vitória Régia Discos. Ele queria ter a liberdade de gravar o que quisesse, da maneira como quisesse, sem imposições dos executivos das grandes gravadoras. Nesse selo, ele gravou nove álbuns com repertórios diversos. Gravou clássicos da música americana, clássicos da bossa nova e, claro, muitas de suas próprias composições. Sem o esquema de distribuição tradicional, seus discos dessa época acabaram ficando pouco conhecidos, por não alcançarem um público mais amplo.

 No Improviso desta semana estaremos escutando peças de um desses álbuns, Tim Maia Interpreta Clássicos da Bossa Nova, editado por sua gravadora Vitória Régia, em 1990.

Ouviremos, também, composições clássicas do jazz no piano fenomenal do gênio Thelonious Monk.

 

27/05/2022, 17h15 - ATUALIZADO EM 27/05/2022, 17h15
Duração de áudio: 54:04
Reprodução
54:04A bossa nova de Tim Maia
1º bloco
17:34
2º bloco
18:29
3º bloco
18:02

Seleção

 

1 - Meditação

2 - Vivo Sonhando

3 – I'm Confessin' (That I Love You)

4 - O Morro Nao Tem Vez

5 – Useless Landscape

6 – Pannonica

7 – Wave

8 - A Rã

9 – Ruby, My Dear

10 - Girl From Ipanema

11 – Só Danço Samba

Ao vivo
00:0000:00