É inadmissível, diz Davi Alcolumbre sobre declaração de ministro referente ao AI-5

Da Redação | 27/11/2019, 15h48

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, lamentou no Twitter nesta quarta-feira (27) a declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre a possível edição de um novo AI-5 (Ato Institucional número 5, de dezembro de 1968, que suspendeu garantias constitucionais e aprofundou a ditadura militar no país) em caso de mobilizações sociais. 

— Nós vivemos tempos em que as instituições brasileiras têm que ser preservadas. É inadmissível, a todo momento, uma declaração, que remonta ao passado triste da nossa história, como o retorno do AI-5, vir à tona. O caminho para a prática da democracia é o respeito ao país — afirmou.

Na terça-feira (26), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, também se pronunciaram reprovando o comentário do ministro.

Senador Davi Alcolumbre

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
12h06 Tecnlogia 5G: A Comissão de Ciência e Tecnologia aprovou o Requerimento 62/2019, para criar uma subcomissão temporária para acompanhar a implantação da tecnologia 5G de telefonia móvel. O colegiado vai ser composto por cinco senadores.
12h06 Rádios comunitárias: A Comissão de Ciência e Tecnologia aprovou, em caráter terminativo, 13 autorizações para rádios comunitárias nos estados de Pernambuco, Santa Catarina, Paraná, Tocantins, Ceará e Rio Grande do Sul.
11h47 Participação popular: Aprovada na Comissão de Ciência e Tecnologia a proposta que define hipóteses de bloqueio de usuários do portal e-Cidadania, de participação popular no Senado. O PRS 65/2019 segue para análise na Comissão Diretora.
Ver todas ›