Izalci Lucas pede mobilização para fortalecer a agenda de inovação no Brasil

Da Redação | 07/11/2019, 18h42

O senador Izalci Lucas (PSDB-DF) pediu maior mobilização por parte do empresariado brasileiro, dos parlamentares e de representantes do poder público para fortalecer a agenda de inovação tecnológica no Brasil. Em discurso nesta quinta-feira (7) em Plenário, o senador argumentou que o desenvolvimento do país em ciência, tecnologia e inovação só será possível com o apoio da academia, dos governos e das empresas.

Ele relatou que na última terça-feira (5) participou de um encontro que reuniu, na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI) em Brasília, a Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) e a Frente Parlamentar Mista de Ciência, Tecnologia, Pesquisa e Inovação, que ele preside no Congresso Nacional. Izalci disse foi uma boa oportunidade para aproximar o setor empresarial do Poder Legislativo, do Poder Executivo e dos membros da Academia.

— Nós conseguimos trazer os maiores empresários do Brasil, que participam da MEI, e estavam presentes o nosso presidente [do Senado] Davi Alcolumbre; o presidente [da Câmara] Rodrigo Maia; o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes; o representante do Ministério da Economia, Carlos da Costa; vários integrantes do Poder Executivo, vários senadores, senadoras, deputados e deputadas — afirmou Izalci Lucas.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
14h12 Escolas públicas : A Comissão de Educação aprovou o Projeto de Lei 5.288/2019 que estabelece condições mínimas para escolas de educação básica pública. A matéria segue para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).
13h46 Salário Educação : Senadores da Comissão de Educação aprovaram o Projeto de Lei 5.695/2019, que propõe a transferência de cota da União do salário educação para estados e municípios. A matéria segue para a Comissão de Assuntos Econômicos.
13h21 Bebidas proibidas em estádios: Senadores da Comissão de Educação aprovaram Projeto 3.788/2019 que proíbe uso e torna crime a venda de bebidas alcoólicas em estádios. A matéria segue para Comissão de Constituição e Justiça.
Ver todas ›