CAE sabatina indicado à diretoria do Banco Central no dia 15

Carlos Penna Brescianini | 10/10/2019, 16h51

A Comissão de Assuntos Econômicos sabatina na terça-feira (15), Fábio Kanczuk, ex-diretor do Banco Mundial, para o cargo de diretor do Banco Central do Brasil. Kanczuk é engenheiro eletricista formado pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e mestre e doutor em economia pela Universidade da Califórnia em Los Angeles.

Também foi secretário de política econômica do Ministério da Fazenda entre 2016 e 2018, durante o governo Michel Temer. Seu nome foi enviado ao Senado pelo ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Jorge Antônio Francisco, em 25 de setembro, atendendo a recomendações do ministro da Economia, Paulo Guedes, após entendimento com o presidente Jair Bolsonaro.

Segundo o seu Currículo Lattes, Fábio Kanczuk declara pesquisar em profundidade a macroeconomia, lecionando sobre esse tema na Faculdade de Administração, Economia e Contabilidade da USP (FEA). Também trabalhou no mercado de capitais em empresas como a Syllabus Engenharia Econômica, a Brazil Warrant, a Reliance Asset Management, MCM Consultores e na Rosenberg e Associados.

Segundo o próprio relatório Focus, do Banco Central, Kanczuk deverá encontrar a economia do país “impulsionada, basicamente, pelas categorias de ocupação mais associadas à informalidade”. Além disso, a dívida bruta do governo e o persistente aumento dos ativos problemáticos na carteira às grandes empresas continuam sendo os principais pontos de atenção do Banco Central e do Ministério da Economia.

COMO ACOMPANHAR E PARTICIPAR

Participe:
http://bit.ly/audienciainterativa
Portal e-Cidadania:
senado.leg.br/ecidadania
Alô Senado (0800 612211)

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
12h07 Capital Nacional dos Atiradores : A Comissão de Educação aprovou o Projeto de Lei 4.674/2019, que nomeia Jaraguá do Sul (SC) como a Capital Nacional dos Atiradores. A matéria segue para o Plenário.
12h01 Dedução no imposto de renda: Comissão de Educação aprovou o Projeto de Lei 5.103/2019 que prorroga até 2024 a dedução no IR de valor investido em obra audiovisual. A matéria segue para a CAE.
Ver todas ›