Alvaro Dias é contra saída do Coaf e da segurança pública do Ministério da Justiça

Da Rádio Senado | 02/05/2019, 18h08

O senador Alvaro Dias (Pode-PR) criticou nesta quinta-feira (2) a tentativa de retirar o Conselho de Controle das Atividades Financeiras (Coaf) do âmbito do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJ). Para o parlamentar, a entidade é fundamental para a investigação de casos de corrupção e lavagem de dinheiro.

Além disso, Alvaro considera que retirar do MJ as atribuições de segurança pública é uma ideia inoportuna, pois significaria perda de eficiência das ações de combate ao crime, além do desperdício de recursos, sem contar que levaria à criação de mais um ministério.

— Nós consideramos prudente que se mantenha desta forma, não só em razão do desejo do Brasil de enxugamento da máquina pública, da redução do número de ministérios e essa separação significaria a instituição de mais um ministério. Não só por isso, mas na busca da eficiência que é essencial para todos os brasileiros — disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
17h50 Moro na CCJ : Após 8h30 de reunião, a presidente da CCJ, Simone Tebet, encerrou a audiência com o ministro Sérgio Moro. Quarenta e três senadores se inscreveram para debater com o ex-juiz acusações de parcialidade na condução da Lava Jato.
17h44 Moro na CCJ : Antes de encerrar a audiência da CCJ, com o ministro Moro, a presidente Simone Tebet agradeceu a participação de todos e lembrou que o Senado fez jus à condição de ser a casa do diálogo e do equilíbrio.
15h53 Sergio Moro: Após pausa de 10 minutos, a presidente da CCJ, Simone Tebet (MDB-MS), reinicia audiência com o ministro Sergio Moro.
Ver todas ›