Soraya Thronicke promete dedicar seu mandato à valorização do agronegócio

Da Redação | 14/02/2019, 20h04 - ATUALIZADO EM 15/02/2019, 12h30

Em seu primeiro pronunciamento em Plenário, nesta quinta-feira (14), a senadora Soraya Thronicke (PSL-MS) se disse honrada por ter sido escolhida presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) e afirmou que dedicará seu mandato à luta pela valorização do agronegócio.

A senadora expôs sua ideia de um novo mote para o agronegócio: a interação com o meio ambiente:

— Eu quero andar de braços abertos com o presidente da Comissão de Meio Ambiente, porque nós, de uma vez por todas, iremos nos unir e mostrar que meio ambiente e agronegócio caminham juntos, unidos e que todos os produtores rurais têm o maior interesse, são os maiores preservadores do meio ambiente — disse.

Soraya leu os comentários do jornalista Augusto Nunes ao texto Farms here, Forests there, que, para ela, pontua bem o que será essa nova vertente da relação entre agricultura e meio ambiente. O texto, fruto de uma pesquisa encomendada pela Associação Nacional de Fazendeiros dos EUA, aponta que incentivos norte-americanos ao combate ao desmatamento no Brasil aumentariam a renda da agricultura naquele país.

— O que vimos nos últimos anos foi um grave desprestígio ao setor produtivo nacional, calcado em mentiras difundidas por pseudoambientalistas, geralmente patrocinadas por lobistas nocivos, que recalcitram em admitir a grande verdade: o agronegócio é o pilar da nossa grande nação, da nossa economia, do nosso Brasil, que é o celeiro do mundo — afirmou.

A senadora disse que a corrupção instalada no Brasil debilitou o crescimento da produção agrícola e da pecuária, além de ocasionar um expressivo aumento do custo da produção, mas que a adversidade é uma oportunidade “para encontrar a luz”.

— E eu me dedicarei durante todo o meu mandato a lutar pela nossa joia, promovendo o agronegócio, entregando o que a sociedade tanto almeja, que é um Brasil justo e honesto — afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)