Para Ciro Nogueira, extinção do Ministério da Segurança Pública é retrocesso

Da Redação | 13/02/2019, 11h47

A extinção do Ministério da Segurança Pública foi criticada pelo senador Ciro Nogueira (PP-PI) nesta terça-feira (12), ao discursar sobre a questão da violência no país. Para ele, a decisão do presidente Jair Bolsonaro é um retrocesso.

— Eu acho um erro, mas temos que confiar nas atitudes de um presidente que acabou de ser eleito. Mas, se nós não investirmos pesadamente na segurança pública, vamos frustrar toda uma população que hoje está amedrontada — afirmou.

Ciro Nogueira lembrou que a questão da segurança pública foi o principal motivo da eleição do presidente Bolsonaro. Ele também contou que, durante a campanha eleitoral do ano passado, percorreu as periferias das cidades do Piauí, quanto teve oportunidade de ver que as pessoas vivem trancadas dentro de casa. Segundo o parlamentar, as pessoas estão assustadas, sem poder sair de casa, e os comerciantes “ficam enjaulados em seus comércios como meio de se proteger de assaltos”.

— Precisamos criar um fundo para a segurança no Brasil, como existe na saúde, como existe na educação. É preciso valorizar os policiais e que se deem condições para os estados contratarem mais policiais. Do meu ponto de vista, o problema não é só legislação, principalmente no que diz respeito à segurança. O problema da segurança deste país é financeiro — acrescentou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)