Em despedida do Senado, Antonio Valadares cobra reformas

Da Redação e Da Rádio Senado | 18/12/2018, 20h28 - ATUALIZADO EM 18/12/2018, 21h11

O senador Antonio Carlos Valadares PSB-SE) despediu-se da Casa nesta terça-feira (18) fazendo um balanço de mais de 50 anos de vida pública e cobrou avanço nas reformas, principalmente política e econômica. Ele recomendou a adoção de um sistema que chamou de “semipresidencialismo”, de modo a aumentar a estabilidade política, e eleições pelo sistema distrital misto. Valadares prometeu que, depois de deixar o Senado, seguirá no “embate pelas boas causas”, defendendo os interesses do povo sergipano e do Brasil.

— Os sergipanos continuarão a ouvir a minha voz onde eu estiver a bradar contra a iniquidade. Construirei uma plataforma na internet para emitir a minha opinião, para dar vazão ao que penso sobre o Brasil, sobre Sergipe, sobre o Nordeste — afirmou.

Valadares declarou que viveu no Senado os melhores dias de sua vida. O parlamentar lembrou a importância dos debates conduzidos na Casa e destacou José Sarney e Antônio Carlos Magalhães como “figuras exponenciais” que ocuparam a presidência do Senado.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
10h32 Mobilidade urbana: A Comissão de Desenvolvimento Regional (CDR) aprovou parecer pela rejeição do Projeto de Lei do Senado 797/2015 que dispõe sobre planos piloto de mobilidade urbana. A matéria vai a Plenário.
10h19 CCT cancelada: Foi cancelada a reunião deliberativa da Comissão de Ciência e Tecnologia prevista para hoje às 10h.
10h12 Fracionamento de gás de cozinha: Comissão de Desenvolvimento Regional aprovou o Requerimento 39/2019, que solicita audiência pública para debater a venda fracionada de gás de cozinha.
Ver todas ›