Humberto Costa teme que desmatamento triplique até o fim do governo Bolsonaro

Da Redação e Da Rádio Senado | 05/12/2018, 15h37 - ATUALIZADO EM 05/12/2018, 19h15

O senador Humberto Costa (PT-PE) disse que, de acordo com especialistas, o desmatamento vai triplicar até o fim do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, devido à extensão da produção agrícola para áreas hoje protegidas, a redução da fiscalização dos crimes ambientais e o abandono das disposições do Acordo de Paris.

Ele criticou a decisão do governo brasileiro de desistir de sediar a COP-25, conferência sobre o clima prevista para o ano que vem. Para Humberto Costa, o Brasil, desta forma, também abandona uma liderança de décadas na questão ambiental.

— Estamos abrindo mão, com essas decisões estabanadas, de um papel em que o nosso país é não só relevante, como também necessário, dado o imenso patrimônio natural de que dispõe.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
10h38 Georreferenciamento rural: A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou projeto (PLC 120/2017) que simplifica o georreferenciamento de imóveis rurais. Matéria vai ao plenário.
10h08 Cooperação com a Jamaica: A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou acordo entre Brasil e Jamaica para o intercâmbio de informações sobre impostos. O projeto de resolução que aprova o acordo segue para análise do Plenário.
10h02 Frente Norte : A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) aprovou o projeto que cria a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Consumidor de Energia Elétrica da Região Norte. O PRS 24/2019 segue para a Comissão Diretora.
Ver todas ›