Saída repentina de cubanos prejudica programa Mais Médicos, lamenta Lídice

Da Redação e Da Rádio Senado | 21/11/2018, 15h29 - ATUALIZADO EM 21/11/2018, 16h06

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) lembrou em discurso nesta quarta-feira (21) do trabalho que realizou quando foi relatora, na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), da política pública referente ao Programa Mais Médicos. De acordo com a senadora, depois de reunir documentos oficiais e acadêmicos, dados e estatísticas e de promover duas audiências públicas com especialistas, foi impossível não avaliar o programa positivamente.

Pesquisa entre os usuários promovida pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), disse Lídice, apontou que 85% consideram que o atendimento melhorou, 87% disseram que os médicos são atenciosos, 82% informaram que o problema de saúde foi resolvido na consulta e 55% deram nota máxima ao programa.

Para a senadora, os pequenos municípios são o que mais sofrerão com a saída repentina dos médicos cubanos do país.

— Quero principalmente dizer que perde muito a saúde pública no Brasil e que a maior vítima dessa política ideológica contra a presença dos médicos cubanos e do Programa Mais Médicos será a população mais pobre deste país, serão as comunidades mais distantes dos centros urbanos, que continuarão sem médico e sem assistência de qualidade, que permitiu uma avaliação tão positiva da população aos médicos cubanos e ao Programa Mais Médicos — afirmou Lídice.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
20h03 Prêmio Chico Xavier: Os senadores aprovaram a criação do Prêmio Chico Xavier do Senado Federal (PRS 44/2020), que será concedido a pessoas ou entidades que se destaquem em ações sociais de caridade. Segue para promulgação.
19h34 Ministro do STF: O Senado aprovou por 57 votos a 10 a indicação de Kassio Marques para ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele assume a vaga a ser aberta pela aposentadoria do ministro Celso de Mello (MSF 59/2020).
19h02 CVM: O Senado aprovou por 50 votos a 11 a indicação de Alexandre Costa Rangel (MSF 55/2020) para a diretoria da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
Ver todas ›